Que tal dar um up no bumbum!!!

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Apresentado no ultimo encontro da Academia Americana de Dermatologia, o MAXIMUS já chegou por auie promete bons resultados para tratar a flacidez tanto no corpo como no rosto, pois trabalha todas as camdas da eple e a musculatura.
No mesmo disparo, sào emitidos dois tipos de energia a TriLipo Radiofrequencia, que retrai as fibras de colágeno para aumentar a frimeza, e a TriLipo Ativaçao muscular dinâmica, para tonificar os musculos. Algumas pacientes estão notando melhora no contorno do bumbum, conta a dematologista Adriana Vilarinho.
As duas tecnologias também servem para compactar a gordura e, portanto, reduzir a medidas. Há ainda a opçao de usar a radiofrequência fracionada para melhorar as rugas, as linhas e a textura do rosto. Recomenda-se fazer quatro sessões, sendo que cada uma custa, em media, 300 reais.
Fonte ; Revista Boa Forma junho de 2013

Arroz doce Integral!!!

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Vamos lá festa Junina sem Arroz doce não tem como, então vamos fazer com que ele fique um pouco mais saudável e leve?

Ingredientes
1 xicara de arroz integral lavado e escorrido
2 litros de água filtrada
3 canelas em pau
1 col de cravo da india
1 lata de leite condensado de soja
1 col. de noz-moscada ralada
1/2 xic (chá) de uvas passa
1 xic (chá) de noz picada

Modo de Fazer
Em uma panela, coloque o arroz e a água. Leve ao fogo médio. quado ferver, abaixe o fogo e acrescente as caneas em pau e o cravo da índia. Deixe cozinhas, mexendo de vez em quando para não grudar no fundo da panela. O arroz deve ficar macio e com pouca água. misture o leite condensado , a noz-moscada, a uva passa e a noz picada. Retire do fogo assim que ferver e passe para um pirex ou distribua em taças. espere esfriar e leve a geladeira. Sirva polvilhado com canela em pó.

Rende 7 poções de 240 calorias cada.
Obs sem a noz moida a caloria cai pra 180 cada porção

É uma delícia!!!!
Fonte: Pense leve

VICTOZA: MILAGRE OU MAIS UMA DROGA…

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

REMÉDIO PARA DIABETES EMAGRECE FACILMENTE!!!

O Victoza é um medicamento recém-lançado no Brasil que foi desenvolvido para o tratamento das pessoas que sofrem de diabetes tipo 2. Porém esse medicamento vem surpreendendo os endocrinologistas, pois notaram a perda de peso em seus pacientes com efeitos colaterais que muitas vezes imperceptíveis. o Victoza é um medicamento à base de liraglutida, originalmente indicado para o tratamento de diabetes. Receitado por médicos como um ótimo emagrecedor, ele tem dado resultados excelentes.
O diabetes tipo 2 é causado, principalmente pela obesidade, e o Victoza atua diminuindo o apetite e controlando os níveis de açúcares no sangue, assim além de tratar o diabetes,o medicamento também tem efeito emagrecedor.

Esse tremendo sucesso se da, pois o medicamento atua na redução da vontade de comer. Então não é somente pessoas que sofrem de diabetes que o usam, também está sendo usado para pessoas que querem perder peso.
Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), Airton Golbert, o medicamento tem dois mecanismos que auxiliam no emagrecimento. O primeiro retarda o esvaziamento gástrico, assim mantendo o alimento por mais tempo no estômago. O segundo atua no sistema nervoso central, diminuindo o apetite.

Alguns endocrinoogistas afirmam que a perda de peso é turbinada. Se consumir até 1200 calorias por dia e estiver em tratamento com o remédio, você perderá até 10 quilos em cinco meses. Já se associar a dieta, o remédio e uma hora de ginástica por dia, a perda de peso chegará a 12 quilos.

Como tudo tem seu preço o Victoza chega a custar cerca de R$ 400. e já se encontra em falta em várias farmácias.

A grande vantagem da utilização desse medicamento é que ele não provoca efeitos colaterais fortes, como outros medicamentos utilizados para emagrecer como sibutramina e anfetamina. O Victoza não faz mal ao coração, nem prejudica a pressão arterial. Além de também não viciar nem afeta o cérebro, devido a sua forma de atuação ser semelhante a um hormônio natural do nosso organismo. O máximo que os pacientes se mostraram de efeitos colaterais foram dores de cabeça e náuseas. A substância é aplicada através de injeções subcutâneas aplicadas diariamente para os pacientes com diabetes tipo 2 e não causa dor.

ALERTA: O VICTOZA AINDA NÃO ESTÁ LIBERADO PRA TRATAMENTO DA OBESIDADE E SIM PARA A DIABETES DO TIPO 2, MAS ESTUDOS ESTÃO SENDO FEITOS PARA QUE A LIBERAÇÃO COMO UM FORTE EMAGRECEDOR OCORRA EM BREVE.

PARA QUEM QUISER MAIS INFOMRAÇÕES A REVISTA VEJA DO DIA 07 DE SETEMBRO TRAZ O VICTOZA COMO REPORTAGEM DE CAPA.

FONTE: jornal da manhã /paraiba.com/

Dieta do Leite

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

A cada dia surge uma nova dieta, e a mais nova delas é a Dieta do Leite, que além de ser fácil de fazer, pois alia alimentos de baixo custo e que normalmente temos em nossas geladeiras, promete perda superior a 5 kg em uma semana.

A ideia é muito simples, basta consumir leite, cortando carboidratos e aumentando o nível de cálcio no corpo, durante todo o período da sua dieta. Vamos ao Cardápio!

Cardápio da Dieta do Leite.

1º dia, consumir apenas 6 copos de leite.
2º dia, consumir 4 copos de leite, mais 2 frutas.
3º dia, consuma 2 copos de leite, 2 frutas e queijo à vontade.
4º dia, inclua um bife, além de 4 copos de leite e 1 fruta.
5º dia, diminua o leite, consumindo 2 copos, 2 frutas, 1 ovo e 1 bife.
6º dia, continue com 2 copos de leite, 1 fruta, 1 ovo, 1 bife e queijo à vontade.
7º dia, consumir 3 copos de leite e 3 frutas.
8º e último dia, consuma 2 copos de leite, 1 fruta, 1 bife e queijo à vontade.

A primeira vista, a Dieta do Leite parece ser muito saudável, porém, os carboidratos são responsáveis por dar energia ao nosso corpo e diminuindo o seu consumo, podemos comprometer o seu bom funcionamento. Devido a isso, a Dieta do Leite não deve ser feita por mais de uma semana.

Fonte: jobmix.com.br

1. Se o cardápio não informar os ingredientes usados na receita, pergunte ao garçom.

2. Monte um prato colorido. Essa estratégia garante uma refeição com verduras e legumes variados e, consequentemente, rica em fibras, vitaminas e minerais.

3. No bufê, comece servindo-se de salada, preenchendo metade do prato com folhas e legumes. E evite molhos gordurosos.

4. A combinação arroz e feijão é sempre uma boa pedida. Mas fica ainda melhor quando você opta pelo arroz integral no lugar do branco.

5. No restaurante por quilo, evite colocar mais de 400 gramas de comida no prato.

6. No pedido à la carte, peça para trocar o acompanhamento: batata assada ou legumes refogados no lugar da batata frita.

7. Reserve dois dias da semana, no máximo, para comer doce na sobremesa. Nos outros dias, prefira frutas.

Fonte: Boa Forma

pesquisadores não recomendam pular a primeira refeição do dia

Por Renata Demôro

O verão está chegando e novidades que possam ajudar a emagrecer são bem vindas. Um novo estudo escocês sugere que treinar antes do café da manhã pode ser mais eficaz para a perda de peso. De acordo pesquisadores da Universidade de Glasgow, treinar de estômago vazio pode potencializar a perda de gordura e o emagrecimento.

Para chegar a esta conclusão, os cientistas analisaram dez voluntários sedentários e com excesso de peso. Cada participante do estudo passou por três estágios diferentes: no primeiro, consumiram o café da manhã normalmente e não praticaram nenhum tipo de exercício. Na segunda parte da pesquisa, os cientistas avaliaram os efeitos de 60 minutos de caminhada vigorosa antes do café da manhã e, por último, os voluntários realizaram a caminhada matinal após a primeira refeição do dia.

Treinar antes do café da manhã também reduz níveis de gordura no sangue
Como era esperado, nos estágios em que havia prática de exercícios físicos, a queima calórica foi maior. No entanto, no período em que os voluntários realizaram a caminhada antes do café da manhã, houve maior perda de peso e redução de gordura no sangue quando comparado ao estágio em que os participantes realizaram a atividade após o desjejum.

De maneira geral, os pesquisadores não recomendam pular a primeira refeição do dia. Durante o estudo, os voluntários almoçaram três horas e meia após consumirem o café da manhã. Os níveis de gordura, insulina e açúcar no sangue foram medidos de oito em oito horas.

Fonte: GNT

Escultura anatômica revela as proporções distorcidas no interior do corpo da boneca

Barbie, a boneca mais famosa do mundo, tem o corpo dos sonhos de qualquer mulher. Pernas longas e finas, busto generoso e cintura fina. Apesar de servir de modelo para as meninas e mulheres de todo o mundo, o artista americano Jason Freeny acaba de comprovar que o corpo da Barbie não é possível existir na vida real.

O artista fez uma escultura do interior do corpo da boneca para demonstrar que seus órgãos vitais ficariam esmagados e distorcidos por causa das proporções deformadas de seu corpo, tais como a cintura extremamente fina. "Eu gostaria de ver o sistema esquelético e os órgãos do corpo e mostrar que todos os seus recursos são distorcidos”, disse ao jornal britânico Daily Mail.

Há anos, a boneca é alvo de críticas de grupos feministas que alegam que ela promove um modelo doentio de imagem corporal para as meninas do mundo todo.

As medidas da Barbie nunca foram reveladas oficialmente. Especula-se que ela tenha 1,75m de altura, com 83 cm de quadril, 91 cm de busto e 45 cm de cintura.

Se ela existisse, pesaria em torno de 49 quilos e teria um IMC (Índice de Massa Corpórea) de 16,24, o que é considerado muito abaixo dos padrões dos critérios de peso e relaciona a anorexia.

Jason também voltou suas atenções para outros brinquedos icônicos e deu-lhes o mesmo tratamento de dissecção, tais como a gatinha Hello Kitty e Mickey Mouse. Seu próximo desafio é fazer o mesmo trabalho em Ken, o namorado da Barbie. Será que o corpo do boneco pode existir na vida real?

Fonte: Revista Crescer

Alimentos calóricos parecem mais atrativos quando se começa o dia em jejum, de acordo com pesquisa inglesa feita a partir de exames de ressonância magnética

RIO – O cérebro fica ávido por alimentos calóricos quando se começa o dia em jejum, segundo uma nova pesquisa. Exames de imagem com 21 pessoas com peso normal mostraram que o hábito de pular o café da manhã fez com que elas comessem mais na hora do almoço.

Os pesquisadores do Imperial College London ficaram curiosos sobre o que acontecia no cérebro para alterar o tipo de comida escolhido, então mostraram a estas pessoas fotos de alimentos calóricos enquanto elas eram colocadas no aparelho de ressonância magnética. Em alguns dias, os voluntários não tomaram café da manhã antes do exame e, em outros, foram alimentados com uma refeição de 730 calorias no início do dia, uma hora e meia antes do exame.

Os resultados, apresentados na conferência Neurociência 2012, mostraram que o cérebro mudava a resposta às fotos de alimentos calóricos — mas não às dos alimentos magros — quando o café da manhã tinha sido pulado. A parte do cérebro envolvida no apelo à comida, o córtex orbitofrontal, ficava mais ativa quando o estômago estava vazio, segundo a pesquisa.

Quando o almoço era oferecido no fim dos exames, os voluntários comiam 20% mais calorias se tivessem começado o dia em jejum. os nutricionistas ouvidos acreditam que o café da manhã esteja relacionado à estabilização dos níveis de açúcar, que nos mantém “na linha”.

Fonte: O Globo

Emagreça correndo: quando menos é mais?

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Um novo e surpreendente estudo relaciona o tempo de exercício com as calorias queimadas

São Paulo – Se alguém acredita conhecer tudo referente ao exercício e a perda de peso pode ter uma surpresa. Um estudo publicado pelo American Journal of Physiology assinala que 30 minutos de exercícios diários podem render mais benefícios para emagrecer do que 60 minutos de atividades por dia.

Como?

Para entender, precisamos colocar todas as informações em um contexto. Ainda que o cientista David Nieman não estivesse investigando a perda de peso quando publicou seu estudo há cerca de 17 de meses, ele conseguiu informações importantes. O trabalho determinou que um treinamento forte de 45 minutos queima 190 calorias extras durante as 14 horas posteriores ao exercício. Assim, avisem para seus amigos que querem emagrecer para acrescentarem alguns tiros progressivos ao final do treinamentopara revigorar o motor e maximizar o gasto metabólico. Parece simples.

Uma lista de perguntas e respostas baseada em um estudo recente do prestigioso Pennington Biomedical Research Center e do Centro para o Estudo da Obesidade Quantitativa, aborda uma relação entre exercício e a perda de peso que, quantitativamente, pode assustar.

Porém, a anaálise não acaba por aqui. Outro novo estudo de campo conclui que os compenetes da tribo da Tanzânia dos Hadza (caçadores muito magros), não se movimentam muito mais que o típico homem ocidental que acumula barriga. Mas o almoço deles é diferente, com iogurte, frutas e cereais. Este é a mensagem da tribo: Não há necessidade de exercício, porém, temos de morrer de fome.

O estudo do American Journal of Physiology observou homens adultos e sedentários e os dividiu em grupos diferentes durante 13 semanas: um grupo manteve o comportamento sedentário, outro realizou exercício durante 30 minutos por dia, e, o terceiro, durante 60 minutos ao dia. Não houve uma diferencia substancial na perda de peso ou gordura entre os dois grupos que se exercitaram (perderam cerca de 3 a 4 quilos). Porém, as tendências favoreciam o grupo dos 30 minutos e não o dos 60 minutos de atividades. O investigadores concluíram que: "Uma dose moderada de exercício induz a um balanço energético melhor do que o esperado, enquanto que uma dose maior induz a uma pequena compensação do organismo.”

A conclusão: necessitamos de mais estudos e assim poderemos ter mais sobre o que escrever. Entretanto, siga praticando exercícios e busque algum modo de reduzir sua ingestão calórica em 100 calorias diárias.

Fonte: Revista Exame

O que é a dieta da serotonina?

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Essa dieta é baseada no consumo de alimentos ricos em carboidratos e proteínas (especialmente o aminoácido triptofano), que estimulam a produção de serotonina no organismo. Essa substância é capaz de eliminar a ansiedade e diminuir o apetite. Por isso, ela pode ser considerada uma grande aliada do emagrecimento.

Para que essa dieta funcione direitinho, você deve incluir alimentos com esses nutrientes em pequenos lanches entre as refeições. Assim, seu corpo produzirá serotonina suficiente para aplacar a fome. Isso evitará que você exagere no almoço e no jantar. Segundo uma reportagem da revista VIVA!MAIS, Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos EUA comprovaram que essa medida dá certo.

Os petiscos mais indicados são frutas (especialmente a banana), queijos magros, pão integral, barrinhas de cereal, aveia, iogurte e leite desnatado. Vale até pipoca, picolé e chocolate meio amargo! Só não abuse na quantidade, ok!

Fonte: mdemulher.abril.com.br