Compulsão Alimentar

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo

Trata-se de uma doença caracterizada por episódios recorrentes de compulsão ao comer, mas não associados ao uso regular de comportamentos purgativos, como a utilização de laxantes ou o estímulo de vômito. Para ser diagnosticada como compulsão é preciso que os episódios ocorram pelo menos duas vezes por semana, durante seis meses.
Entre os sintomas do problema, os pacientes relatam inicio mais precoce da obesidade. Além disso, apresentam baixa auto-estima, dificuldade para lidar com as emoções (como ansiedade, raiva, tristeza etc.) e podem ter problemas como depressão e transtorno de personalidade. Normalmente os compulsivos também comem muito rápido, não sentindo sequer o gosto da comida.
Outra característica é que costumam fazer as refeições sozinhos, por sentirem- se envergonhados com a situação.
A compulsão alimentar pode aparecer tanto na anorexia como na bulimia. Mas também pode ser um caso isolado. O compulsivo come muito, num curto espaço de tempo. “Há pacientes que chegam a ingerir de 10 mil a 14 mil calorias em uma única refeição”, conta Fátima Vasques, coordenadora do Grupo de Estudo, Assistência e Pesquisa em Comer Compulsivo e Obesidade (Grecco), ligado ao Ambulim.
Devido aos excessos, é possível imaginar que a compulsão esteja diretamente ligada à obesidade. Segundo estudos clínicos, nem todo obeso é compulsivo, mas verifica-se que é mais fácil encontrar a compulsão em pacientes obesos do que na população em geral. O compulsivo percebe que engorda, mas não consegue se controlar. O fato é que não há clareza se ele está comendo por que tem fome ou por compulsão.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *