Drenagem linfática

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo

Os benefícios da drenagem linfática não deixam dúvidas, pois seus resultados são visíveis logo após a primeira sessão

Os benefícios da drenagem linfática são conhecidos por um número cada vez maior de pessoas. A economista Marlene Vergílio pôde sentir na pele tais benefícios. Depois de se submeter a uma cirurgia na perna, ficou bastante inchada. Então, começou a fazer duas sessões semanais de drenagem linfática manual. “Além de desinchar, acabei perdendo medidas. A drenagem, além de fazer bem ao organismo, é um momento de relaxamento”. Junto com as sessões de drenagem linfática, Marlene passou por sessões de acupuntura para ajudar a equilibrar o corpo e a mente.
Desintoxicar, contribuir para a eliminação de líquidos e ativar o sistema imunológico são algumas das funções da técnica, reconhecida pelo seu poder e eficácia. “A drenagem linfática auxilia na redução de edemas (inchaços), hematomas, na hidratação, nutrição e cicatrização da pele, além de prevenir celulite, reduzir medidas e ainda relaxar”, explica a fisiotera peuta Solange Baronceli.
O sistema linfático tem a função de eliminar toxinas e o excesso de líquido. Quando isso não ocorre, essas substâncias se acumulam em determinadas regiões. É aí que a drenagem linfática entra. “Os chamados gânglios linfáticos, onde se localizam os linfonodos, são estimula dos com movimentos suaves das mãos e ponta dos dedos, fazendo com que trabalhem com mais eficiência, drenando as toxinas e líquidos, que serão liberados pelos rins”, esclarece a especialista.

Melhora os sintomas da TPM
A linfa também tem a função de levar oxigênio, substâncias nutritivas e hormônios até os tecidos. Embora tenha indicação terapêutica, a drenagem também ajuda a melhorar a circulação e a oxigenação, deixando a pele mais macia e brilhante. É importante ressaltar que a técnica não está relacionada à perda de gordura localizada, mas sim de medidas. “Como promove a desintoxicação e diminui a retenção de líquidos, a pessoa irá desinchar, perdendo medidas naturalmente”, garante Solange Baronceli.
A técnica é especialmente indicada, em alguns casos, para pré e pós cirurgias plásticas, pois ajuda a evitar edemas e acelerar a cicatrização. Tambem é indicada para recuperação de mastectomia e outras cirurgias. As grávidas tambem devem fazer a drenagem, pois ajuda a diminuir a retenção de líquidos e, como melhora a oxigenação e a elasticidade da pele, evita a formação de celulites e de estrias.
A secretária Ana Cláudia começou a fazer drenagem linfática a partir do terceiro mês para diminuir o edema (inchaço) comum durante a gravidez. Os benefícios foram visíveis logo nas primeiras semanas. “Recomendo a todas as grávidas, pois a drenagem fez com que me sentisse melhor e mais bonita. Se fico uma semana sem fazer já percebo a diferença no corpo”, ressalta.
Uma outra indicação é para amenizar os sintomas da TPM, deixando a mulher menos ansiosa, promovendo bem-estar psicológico, pois traz relaxamento e equilíbrio ao organismo. “A drenagem linfática oferece benefícios funcionais e estéticos para quase todas as pessoas”, comenta a fisioterapeuta. O importante, para isso, é fazer uma avaliação individual com um profissional capacitado, que poderá explicar sobre a técnica e os resultados esperados. Além da drenagem linfática manual existe também a drenagem mecânica, realizada com o , auxílio de equipa mentos.

Outros tratamentos coadjuvantes
Existem outras técnicas aliadas à drenagem linfática para trazer resultados ainda melhores. Conheça algumas das mais usadas:
• Acupuntura – Promove o equilíbrio e a harmonia do organismo, proporcionando ganhos à saúde.
• Auriculopuntura – Acupuntura realizada na orelha, Indicada para casos de compulsão e tabagismo, entre outros.
• Massoterapia – Massagem terapêutica, indicada para reIaxa soltar e alinhar a musculatura. É indicada em casos de dores de coluna, torcicolo, lombociatalgia e disfunções da ATM – articulação têmporo-mandibular, entre outros.

Fonte: Revista Corpore.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *