Molhe o corpo, relaxe, controle o stresse e emagreça!

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo

Muitas pessoas têm medo de entrar na água Com isso deixam de aproveitar excelentes benefícios para si mesmas. A sensação de flutuar é extremamente relaxante, pois a água alivia o peso do corpo e permite que músculos doloridos e cansados descansem de seu ritmo diário. E esse bem-estar é ainda maior quando há lesões.
A pressão hidrostática, atuando por igual sobre todo o corpo, contribui para essa sensação. A resistência ao deslocamento na água, superior à do ar, exercita músculos e articulações. A temperatura correta relaxa os músculos e o organismo, diminuindo a tensão sobre os ossos.
Porém, como enfrentar o “trauma de água”?
Comece flutuando. Assim, irá ganhar confiança para poder usufruir muitos benefícios. Além disso, pense que, superando esse medo, você estará mais preparado para superar outros obstáculos da vida.
Deixe sua mente vagar livre mente, enquanto seu corpo entra em contato com a água. Quem já praticou ou pratica natação, hidroginástica ou outras atividades aquáticas, sabe o quanto a água é capaz de trazer benefícios, como aliviar o estresse, queimar calorias, fortalecer e tornar mais flexíveis os músculos, além de melhorar a postura e a capacidade cardiorrespiratória.

TEMPERATURA
Fique atento para manter a temperatura entre 25° C e 29°, que é bastante confortável para praticar hidroginástica, por exemplo. Já em caso de hidroterapia, a temperatura deve ser indicada por um profissional especializado, de acordo com a necessidade do paciente.

FLUTUAÇÃO
Pessoas com excesso de peso ou com problemas específicos, que tenham dificuldade de movimento, descobrem que a flutuação lhes permite exercitar- se com facilidade. Afinal, como já descobriu Arquimedes, na Grécia Antiga, “um corpo imerso num fluido é sustentado por uma força igual ao peso do fluido deslocado pelo corpo”. E, o que é mais importante: a flutuação também evita o impacto nas articulações.

PRESSÃO
A pressão da água estimula a circulação e faz o aparelho respiratório trabalhar mais. Esses efeitos aumentam a sobrecarga do corpo — o que melhora a resistência muscular.

RESISTÊNCIA
A água oferece resistência ao movimento. Observe o que acontece quando você desloca o braço dentro dela, com a palma da mão aberta. Você logo sente o efeito de sobrecarga que ela produz: é como se estivesse trabalhando com pesos!

MASSAGEM
Esse é um benefício agradável que a hidroginástica pode oferecer através da resistência e pressão da água sobre as partes do corpo. Além do efeito suavizante sobre os músculos, a massagem ofereci da pela água ajuda a aumentar a circulação periférica do sangue e evita que o corpo fique dolorido depois desses movimentos.

ESCOLHA “A SUA PRAIA”
Hoje, além da natação e da hidroginástica, surgiram modal dades que estão aprimorando e direcionando os exercícios para diversos gostos das atividades na água. Conheça algumas das novas modalidades aquáticas:
Power Pool – É uma combinação de exercícios de resistência cardiorrespiratória com coreografia e movimentos simples. É possível gastar, em média, 400 calorias em uma aula, mas isso depende do aprendizado dos movimentos, da coordenação motora do aluno e do nível de dificuldade.
Acquatraining — São quatro modalidades alternadas que trabalham diversas partes do corpo: cama elástica (hidrojump), taeboxe (movimentos de arte marcial), ginástica localizada (com pesos) e hidrobike (na bicicleta). Esse treino não é muito recomendado para idosos e pessoas com problemas ósseos e musculares, por causa dos pesos e da bicicleta.
Power Spin – É uma aula de spinning na água, com uma bicicleta especial. Além de fortalecer os músculos dos membros inferiores, ajuda a perder peso. Os exercícios são intensos, com uso da força e da velocidade. A freqüência cardíaca é alta. Não é recomendada para pessoas com problemas articulares, dores nas costas ou problemas cardíacos. O gasto calórico pode chegar a 600 calorias/aula.
Hidropower — Aula com mais pesos e mais intensidade, para quem quer definir rapidamente os músculos e ainda queimar gordura, porque cada aula combina exercícios localizados e aeróbicos. O gasto é, em média, de 500 calorias.
Hidrotaeboxe — Socos e chutes, dentro da piscina. A resistência provocada pela água faz com que seja preciso usar muito mais força para realizar os movimentos. No entanto, por incluir muitos movimentos repetitivos, a aula não ser uma boa dica para não pode forçar as articulação. Você pode perder até 600 cal
Triatlon aquático – Reúne corrida, ciclismo e natação — todos os exercícios são feitos na água. A corrida é realizada sem encostar o pé no chão: você usa um colete flutuante. A aula tem duração de uma hora em forma de um circuito, e é dividida em grupos. Cada um deles vai intercalando as atividades por cerca de dez minutos: corrida, natação, ou ciclismo. Por exigir um bom condicionamento físico, o triatlon aquiático é recomendado para turmas de nível intermediário e avançado. Mesmo sendo agitadíssima, a atividade não danifica as articulações e pode feita por pessoas de qualquer idade cada uma no seu próprio ritmo.
Hidrojump – É a modalidade mais comum oferecida durante o verão. Trata-se de uma aula de hidroginástica realizada sobre uma minicama elástica individual. Cada aula trabalha coordenação motora, equilíbrio e força. A capacidade cardiovascular também é beneficiada pelo exercício. Elimina em média 400 calorias.
Watsu — É uma técnica de relaxamento profundo e alongamento. A única coisa que o aluno tem de fazer é relaxar; pois é o professor quem vai manipulá-lo. Essa aula trabalha mais a sensibilidade do aluno do que a coordenação motora. A atividade é muito procurada por pessoas com estresse, carência de afeto, ansiedade e distúrbios do sono. A duração da aula varia de acordo com cada aluno.

Atividades mais comuns</>

Natação — É o esporte mais comum e completo de todas as modalidades esportivas praticadas mundo afora. Além de reduzir peso, melhora a postura, aumenta o condicionamento físico, diminui e controla as taxas de colesterol e os problemas cardiorrespiratórios. Nadar faz bem para o corpo, para a mente e não há restrições quanto à idade.
Hidroginástica — Se você não gosta de nadar ou ainda não aprendeu, pratique hidroginástica: a maior profundidade que você terá de enfrentar será a água batendo em seus ombros. Pode ser pratica da por homens, mulheres, jovens e idosos, pessoas ocupadas, com pouco tempo para fazer exercícios; atletas em treinamento, gestantes, pessoas que estão se recuperando de alguma lesão, magros, obesos, pessoas com algum tipo de deficiência, e aqueles que querem uma outra opção para os seus progra mas normais de exercícios. Em média, há uma perda de 400 calorias em uma hora.

RECOMENDACÃO MÉDICA
Hidroterapia<b/> — A água também serve como meio para exercícios de reabilitação orientados por fisioterapeutas. As atividades são adaptadas às necessidades individuais relacionadas às diversas doenças que precisam de atendi mento especial, pois as qualidades terapêuticas da água podem ajudar e muito no processo de cura.

Cuidados gerais:
• Use touca.
• Depois de tirar a touca, lave os cabelos com xampu e condicionador.
• Use óculos de natação e protetores de ouvidos nas aulas de natação.
• Tenha sempre um roupão ou toalha para não se resfriar ao sair da piscina.
• Use hidratante toda vez que deixar a piscina.
• Use protetor solar.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *