Segredos da Dieta da Proteína

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo

Ela funciona, mas você precisa esquecer o pãozinho com café e o chope com os amigos!

Quando a gente decide emagrecer, sai da frente. Não tem alface sem graça ou café sem açúcar que tire nossa determinação em caber naquela calça linda, que hiberna no armário há meses.
Isso no começo. Porque, quando o tempo vai passando, as tentações começam a ficar mais fortes e precisa ter muita força de vontade para resistir. Por isso, é importante escolher uma dieta que tenha a ver com o seu perfil. Assim, as chances de dar para trás são menores. Então, antes de se deixar seduzir pelos resultados rápidos de um regime, é importante conhecê-lo bem.

Se você quer saber como é o dia-a-dia da famosa dieta das proteínas, dê uma olhadinha nas dicas abaixo. Para ela funcionar, é preciso fazer umas mudanças nos hábitos como tomar café-da-manhã sem pão ou bolachas, por exemplo.

10 dicas indispensáveis para quem quer seguir a dieta das proteínas

1. Verifique se a dieta se encaixa nas suas preferências alimentares: antes de começar qualquer tipo de dieta, é importante analisar a proposta e se ela se encaixa às suas preferências alimentares. Na dieta rica em proteínas, a restrição de carboidratos é um fator determinante para que a aderência à nova proposta de emagrecimento dê certo ou não. Como você se sente sem batata, arroz, macarrão ou pão? Se a resposta for que a grande presença de carnes no cardápio te dará maior sensação de saciedade e que a restrição desses alimentos ricos em carboidratos não fará grande falta, siga em frente.

2. Conheça bem esse tipo de dieta: quanto mais informação tiver sobre a dieta rica em proteínas, mais fácil será verificar se ela é a ideal para você. Quais são as fases dessa dieta, quando poderá começar a introduzir novos alimentos ricos em carboidratos, que tipo de carboidratos deve dar preferência são pontos importantes a serem verificados.

3. Analise se a dieta rica em proteínas será fácil de seguir no dia-a-dia: na correria diária, quem não faz um pit stop em um restaurante mais conveniente ou em a cafeteria para fazer um lanchinho? Se o controle da alimentação não está restrito aos alimentos consumidos em casa, verifique a possibilidade de encontrar os alimentos permitidos na dieta nos lugares mais freqüentados.

4. Programe as suas refeições: conhecendo os alimentos dos restaurantes freqüentados, mais fácil será programar as refeições. Se as opções são demais para quem está iniciando uma nova proposta de emagrecimento, não caia em tentação.
Concentre a atenção entre as opções permitidas e pule as que são proibidas. Sabendo onde, quanto e o que comer, a chance de sair do que é proposto se reduz.

5. Separe os lanches que são permitidos na dieta: para não dar a desculpa de que só encontra alimentos não permitidos para fazer um pequeno lanche entre as refeições principais, tenha sempre por perto os alimentos indicados na dieta. Não haverá mais motivo para sair do programa com alta quantidade de proteínas. Estando no escritório ou em casa.

6. Verifique a lista dos alimentos permitidos: tenha sempre no escritório, na porta da geladeira e na bolsa uma pequena lista com os alimentos permitidos. Assim, na dúvida, basta consultá-la para saber o que é ou não possível ingerir na fase em que se encontra da dieta.

7. Faça a lista de compras de acordo com os alimentos permitidos: antecipadamente, faça uma lista de alimentos permitidos e leve-a para o supermercado. O pior erro é não saber o que pode ou não ser ingerido. Tendo somente os alimentos liberados não haverá nenhum motivo para não seguir corretamente a dieta.

8. Se se adapta a uma alimentação menos variada: a dieta rica em proteínas tem como base as carnes e seus derivados. Inicialmente, será necessário se adaptar a uma menor variedade de alimentos, principalmente, na primeira fase da dieta. Passada a primeira fase, novos alimentos poderão ser adicionados, dando preferências aos alimentos integrais como, por exemplo, pão integral, arroz integral, massa integral.

9. Organize as refeições: antecipadamente, planeje as refeições. Separe os alimentos que podem ser consumidos de acordo com a fase em que se encontra. Não deixe para escolher os alimentos na hora. Isso certamente poderá levar a algum erro ou deslize. Sabendo controlar essas situações, mas fácil será seguir a dieta.

10. Saiba driblar as situações que possam levar à quebra da dieta: happy hour, jantar com os amigos, encontro com a família. Certamente, são situações que colocam a dieta em risco. Tenha em mente que a dieta irá trazer um menor peso e não saia do planejado por nada. Em primeiro lugar está você.

Em tempo
A dieta rica em proteínas não exclui a ingestão de legumes e frutas. Entretanto, dependendo da fase em que se encontra, alguns poderão ser restringidos ou não poderão fazer parte do cardápio. A ingestão de bebidas alcoólicas é proibida, inclusive o vinho.

Fonte: www.minhavida.com.br

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *