Seu regime não vai para frente? Conheça os alimentos que são sabotadores da dieta

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo

Raros são os cardápios de dieta que não incluem alimentos considerados light como granola, queijo branco e bolachas cream cracker. Mas a verdade é que eles, muitas vezes, não ajudam a emagrecer e, pior, acabam elevando o ponteiro da balança. Por causa da fama de leves, quando consumidos em exagero, acabam se tornando os verdadeiros sabotares da dieta. “Alguns, de fato, têm poucas calorias. Mas nem por isso podem ser ingeridos em excesso – e isso acontece com frequência, pois muita gente acha que eles não têm nenhuma gordura. E aí, claro, engordam”, afirma a nutricionista Bruna Iasi, de São Paulo.

A falta de atenção à qualidade dos produtos – escolhidos apenas em função de seu valor calórico – também pode prejudicar. Segundo Luciana Harfenist, nutricionista do Rio de Janeiro, é preciso atentar aos benefícios de suas fórmulas. “Alimentos nutritivos fazem o metabolismo trabalhar. Os pobres em nutrientes não o ativam, ou seja, não estimulam a queima de gordura”, diz. Outro fator importante é o índice glicêmico, que representa o tempo que carboidratos levam para se transformarem glicose no corpo. Itens com alto IG (maior ou igual a 70), como arroz branco e biscoitos, transformam-se rapidamente em açúcar, além de não saciarem a fome e retardarem a queima de gordura. Já alimentos integrais com grãos e fibras (com IG menor ou igual a 55) são absorvidos mais lentamente e,por isso, aceleram o metabolismo.“Eles são recomendados mesmo que tenham mais calorias. Fazem bem ao intestino e estimulam o corpo agastar energia para metabolizar o alimento”, diz Luciana Harfenist.

BOLACHA CREAM CRACKER
Com muita gordura – que é responsável por seu aspecto crocante, aliás –, a bolacha cream cracker é carente de vitaminas e fibras. Por não promover saciedade, é difícil comer uma só. “Cada bolacha possui 21 calorias. Cinco unidades equivalem ao valor energético de duas fatias de pão deforma integral, que têm mais fibras, menos gorduras, e saciam a fome”, afirma Luciana. Com nutrientes e grãos que auxiliam no processo digestivo, pães à base de centeio e aveia são as melhores escolhas.

DOCES DIETÉTICOS
Indicados para diabéticos, chocolates, bolos e cookies diet recebem esse nome porque nãotêm açúcar. Comumente associados ao emagrecimento, são ricos em calorias – por vezes, até em maior quantidade do que a versão original. “Para compensar a falta do açúcar e manter o sabor, fabricantes acrescentam grandes quantidades de gordura nas receitas”, diz a nutricionista Bruna Iasi. Sobremesas menos gordurosas como quadradinhos de chocolate amargo e picolé de frutas são capazes de satisfazer o desejo por doces sem interferir tanto no regime.

REFRIGERANTE ZERO
Refrigerantes com zero caloria têm cafeína em excesso, que inibe a absorção de cálcio e ferro, essenciais para o organismo. Outra desvantagem são os adoçantes artificiais, responsáveis pela retenção de líquidos e pelo aumento da pressão sanguínea. “Opte por um suco light. Os de caixinha, mesmo com conservantes, trazem algum benefício da fruta natural”, diz Luciana Harfenist. Um copo da versão light possui 40 calorias, em média.

QUEIJO BRANCO
Assim como os amarelos, o queijo branco é um falso aliado da balança, pois tem muito sódio e gorduras saturadas, que fazem mal ao coração e provocam inchaço. Seu valor energético também não é econômico: cada fatia tem66 calorias, apenas 30% menos do que a mesma quantidade de mussarela, que soma 97.Como alternativa, vale experimentar queijos tipo cottage(29 calorias por fatia) e ricota (35 calorias por fatia). Ambos têm baixo teor de gordura e sódio e são ricos em cálcio, importante para o fortalecimento dos ossos.

GRANOLA
Ela não é tão saudável como parece. A granola é calórica, pois normalmente é preparada com um melado de açúcar mascavo. Em uma porção há 192 calorias, em média. Procure substituí-la por um mix de aveia, amaranto, quinua e linhaça, sem adição de açúcar. Rica em fibras e com menos calorias (130 porporção), a mistura ajuda a regular o trânsito intestinal e pode ser consumida com frutas e iogurtes no café da manhã ou no lanche da tarde.

BARRA DE CEREAL
É verdade que barrinhas de cereal São práticas para levar na bolsa ou guardar na gaveta do escritório. Algumas, porém, são mais calóricas do que um tablete de chocolate e escondem óleos hidrogenados, gordura e açúcar. Na hora da compra, prefira aquelas com, no máximo, 120 calorias, e que sejam preparadas com sementes de gergelim e de linhaça. “Sementes são fontes de vitamina E, poderoso antioxidante. Consuma uma barra por dia, no lanche da manhã ou da tarde”, diz a nutricionista Luciana.

SOPAS DE PACOTE
Ainda que fácil de fazer e pouco calórica – com cerca de 80 calorias por porção – a sopa de pacote merece uma avaliação minuciosa antes de ir para a despensa. Pobre em nutrientes, não mata a fome e ainda possui uma quantidade excessiva de sódio. “O mineral é responsável por aumentara pressão arterial e por provocar acúmulo de líquido no corpo”, afirma Luciana Harfenist. Sopas preparadas em casa, à base de legumes e proteínas, são mais nutritivas e promovem saciedade sem afetar a saúde.

MOLHOS PARA SALADA
Comer um prato de salada nas refeições, antes de proteínas como carne ou frango, ajuda a controlar o apetite e a ingerir menos comida. No entanto, alguns molhos, em especial os industrializados, levam ingredientes supercalóricos como óleos, queijos e creme de leite. Como consequência, a salada, normalmentecom100 calorias, chega ater mais de 300 comas finalizações. “O ideal é temperar com alho, limão, vinagre e uma colher de chá de azeite extravirgem. Maioneses light dão sabor e podem fazer parte da composição,mas em pequena quantidade”,afirma Luciana Harfenist

PETISCOS NATURAIS
Ricos em nutrientes, petiscos “naturebas” como frutas secas e grãos podem – e devem – ser consumidos. A quantidade é que merece atenção, uma vez que o alimento perde água durante o processo de fabricação, o que torna maior a sua concentração de açúcar. O mesmo acontece com a soja crocante. Embora riquíssima em proteínas vegetais e fibras, possui alto valor calórico (250 calorias para meia xícara de chá) e muito sal. “Esse excesso de sódio, além de desencadear problemas cardiovasculares, gera inchaço no corpo e acentua a celulite”, afirma Luciana.Com apenas 100 calorias para oito unidades, melhor investir no damasco,que tem alto poder antioxidante, é rico em fibras e isento de gordura.

ELES AJUDAM A EMAGRECER
Alimentos termogênicos são aqueles capazes de aumentar o gasto energético do corpo enquanto são digeridos. Resultado? Queimam mais calorias do que as ingeridas. Pimenta vermelha, óleo de coco, gengibre, canela e chá verde são as opções mais recomendadas pelos especialistas. “Durante a digestão, as substâncias contidas nesses itens aumentam a temperatura corporal. Esse processo acelera o metabolismo e potencializa a queimada gordura”, afirma a nutricionista Luciana Harfenist, do Rio de Janeiro. Para se beneficiar ao máximo de suas propriedades, mastigue-os cerca de 30 vezes, o que faz que o cérebro registre a sensação de saciedade, otimizando a perda de peso.

Fonte: Marie Claire

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *