O perigo das dietas rigorosas

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Ao imaginar o ponteiro da balança descendo em poucos dias, a proposta das dietas radicais é tentadora. Mas, como a maioria das tentações, ela esconde muitos riscos à saúde. Quer saber todos eles?

Então confira os perigos de substituir todas as refeições por sopas, fazer das frutas seu prato principal e cortar os carboidratos do prato, por exemplo.

Dieta da sopa

Comer sempre a mesma coisa faz com que a dieta fique monótona, sem mescla de sabores e textura dos alimentos. Além disso, há o risco de ficar com algum nutriente em falta no organismo, com tanto repeteco. A prisão de ventre também ganha espaço, já que o intestino não é devidamente estimulado.
Sem contar que uma dieta muito restrita é insuportável, ninguém consegue seguir por muito tempo.
E se você pensou em recorrer a este tipo de dieta só para dar uma rápida enxugada na silhueta e depois pegar firma na reeducação alimentar, nada feito também. Não é indicado apelar a algum tipo de dieta de choque para começar o programa de emagrecimento. A restrição calórica deve ser gradual e feita com uma alimentação variada .

Dieta das frutas

Não é à toa que é importante incluir, pelo menos, três porções de frutas em seu cardápio diário. Elas realmente são fundamentais na alimentação. No entanto, uma dieta baseada somente nelas leva à baixa quantidade de calorias e ao desbalanceamento entre a quantidade de carboidratos, proteínas e gorduras.

Quando os nutrientes não são fornecidos na quantidade adequada, o corpo começa a trabalhar para suprir essa deficiência. Quando não há o consumo de carboidratos, por exemplo, o organismo passa a queimar gorduras e proteínas para obter energia. Uma das conseqüências é a perda muscular e o enfraquecimento , fala sobre o inconveniente à saúde.

Mais uma desvantagem de não atingir a recomendação de carboidratos é a quebra de gordura corporal. Quando as gorduras se partem, levam à formação de um ácido chamado cetona, que, em excesso no organismo, entra em processo de cetoacidose. A cetoacidose, em casos extremos e não tratados, pode causar problemas renais.

Assim como a dieta das sopas, a monotonia das refeições e as calorias restritas podem fazer você desistir do seu projeto de emagrecimento mais facilmente

Dieta do chá
A dieta que estimula a ingestão da bebida no intervalo das refeições não oferece riscos à saúde se todos os pratos do dia forem balanceados, sem nenhuma privação de nutriente.
O fato é que, além da ingestão de líquido pregada pela dieta do chá, muita gente recorre também a um menu com poucas calorias. O resultado da combinação é a perda de peso devido à eliminação de líquidos. Além disso, por causa da excessiva restrição de calorias, pode haver perda de músculos. Mas, para emagrecer sem riscos, a perda necessária é a de gordura corporal , corrige a nutricionista.

Dieta das proteínas
Uma alimentação abundante em proteínas já sugere que a quantidade de macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras) está desbalanceada , alerta a nutricionista. Ela ressalta que é comum alimentos ricos em carboidratos complexos serem inseridos no prato, ao longo da dieta. Mas mesmo nestes casos é preciso estar atento e não prolongar o plano alimentar por mais de 12 meses , aconselha.

Roberta esclarece que se o tempo for estendido, pode haver uma sobrecarga renal em conseqüência da excessiva digestão de proteínas. Se o cardápio da dieta for rico em proteínas, e não totalmente baseado nelas, a dieta pode ser seguida sem problema algum, respeitando o limite de um ano.

A restrição de carboidratos é maior nas duas primeiras semanas. Depois disso, eles são reintroduzidos no cardápio gradativamente. As restrições, no entanto, são feitas para pessoas com histórico de doença renal, pressão alta, colesterol e triglicérides sanguíneos alterados , alerta a responsável pela equipe nutricional do Minha Vida.

Roberta afirma que, se você não consegue dispensar os carboidratos, esse não é o melhor plano alimentar para você. É preciso estar preparado para a ingestão de alimentos ricos em proteínas, como ovos e bacon, sem a companhia de pão , exemplifica. (Entenda mais sobre a dieta rica em proteínas)

Dieta dos shakes
O ponto negativo deste tipo de dieta, além da restrição de diversos nutrientes, é o não-estímulo às mudanças de hábitos alimentares. Ao substituir as refeições principais por shakes, você até consegue emagrecer, mas, às custas de altas privações calóricas e também de preferências alimentares individuais , aponta Roberta.

Acontece que, ao interromper esse plano alimentar tão restrito, as chances dos quilos perdidos voltarem são maiores. A especialista do Minha Vida explica que é mais fácil engordar depois de seguir um cardápio altamente restritivo, porque não há tempo suficiente para que ocorram mudanças nos hábitos alimentares e para que o organismo se acostumasse à nova rotina. As células de gordura não somem do corpo com o emagrecimento, apenas murcham.

Um excesso alimentar posterior a uma dieta altamente restritiva faz com que essas células voltem a se encher de gordura, além de se multiplicarem , informa Roberta. (Você sabe perder peso? Faça

Cenoura com casca ajuda a perder peso

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

O legume prolonga a saciedade, além de render e receitas saudáveis e deliciosas

Quem é que não gosta de um delicioso bolo de cenoura com cobertura de chocolate? Com aquela carinha de que foi preparado pela vovó? Essa maravilha, se for finalizada com uma cobertura light, pode até te ajudar a emagrecer. O segredo é utilizar o vegetal de cor vibrante com casca e tudo. Isso mesmo! Nada de descascar as cenouras.

Além de contribuir para o aumento da imunidade do organismo, combater infecções e diminuir o risco de derrame cerebral em mulheres, a fibra solúvel da cenoura diminui o colesterol do sangue e prolonga a saciedade.

"Isso acontece porque a casca da cenoura tem uma quantidade elevada de fibras. Quando ingeridas, elas aumentam o bolo alimentar e ocupam o organismo com sua digestão, prolongando a saciedade". Dessa forma, o cérebro entende que o organismo está ingerindo muito alimento, e assim, a fome vai embora.

Algumas dicas

1. As cenouras se conservarão por muito mais tempo quando mantidas sem as folhas.

2. Evite fazer suco de cenoura com frutas cítricas (laranja, limão e tangerina) porque o ácido cítrico, presente em boa quantidade nessas frutas, destrói a vitamina A.

Gostou da boa nova? Então aproveite para consumir muita casca de cenoura, principalmente porque ela é pouco calórica. Uma cenoura crua tem apenas 50 calorias

Fonte: minha vida

Fazendo amor

Comprovado cientificamente, a relação sexual é excelente para emagrecer! Uma noite de amor ou mesmo uma "rapidinha" faz com que o corpo gaste muita energia. E o melhor: você nem precisa sair de casa ou gastar dinheiro para isso.

Em apenas 30 minutos de sexo (tipo papai-mamãe) você pode perder 250 calorias, as mesmas de um sorvete com calda de chocolate que você tomou à tarde. Mas se você estiver com muita disposição, uma noite inteira de amor pode fazer você queimar até 850 calorias. Não acredita?

Então veja quantas calorias você perde se:
– Beijar: 30 calorias
– Fizer sexo oral, por 30 minutos: 350 calorias
– Fizer sexo tipo galope, por 30 minutos: 450 calorias
– Fizer sexo, em varias posições, por mais de 40 minutos: até 850 calorias

Dancando

Aula de dança já é divertida. Ir à balada é mais ainda! Com a diferença que a segunda atividade pode ser ainda mais intensa, pois na academia você dançaria no máximo uma horinha. Dançar, dançar e dançar, até os pés ficarem doloridos poderá detonar até 2000 calorias – três vezes mais que na aula convencional! Não acredita? Então, escolha seu ritmo:

Anos 70
Se na balada tocar desde músicas dos anos 70 até hip hop, você poderá perder, em apenas uma hora, 300 calorias. A dança, com movimentos que trabalham força e alongamento, exige muito, principalmente porque os movimentos precisam ser feitos de acordo com a batida musical.

Black Music
Com coreografias inspiradas nos videoclipes, os movimentos são fortes, precisos e bem marcados. Mesmo que você troque as pernas, erre os braços ou gire para o lado contrário, ainda sim no final da balada estará com a sensação de ter dado adeus às gordurinhas. Em uma hora, você pode eliminar até 400 calorias.

Em três horas, veja quantas calorias você perde se for numa balada de:
– Forró: 600 calorias
– Salsa: 750 calorias
– Samba: 900 calorias

Passeando com o cachorro

Una a necessidade de passear com seu bichinho de estimação com a vontade de emagrecer. Resultado? Diversão na certa. Principalmente se você tiver um daqueles cachorros que não param quietos e adoram brincar.
Que todos os cachorros precisam de uma dose diária de atividades físicas para manter a saúde, não é nenhuma novidade. Assim como também não é de hoje que você está adiando aquela caminhada com a amiga, que só porque ela desmarca, você desiste por não ter companhia.

Caminhar, além de reduzir ou manter o peso, melhora não só a sua, como também a condição aeróbia do cãozinho. De acordo com o Instituto de Ortopedia e Saúde de São Paulo se mantiver uma caminhada com velocidade média de cinco quilômetros, você queimará aproximadamente 300 calorias por hora. E quando tiver mais treinada, arrisque uma corrida com seu bichinho. Lembre-se: muita água para os dois!

Mas, antes de colocar a coleira em seu cachorro, siga algumas dicas:
1. Ande, pelo menos, três vezes por semana por, no mínimo, 20 minutos contínuos, e depois até cinco vezes por semana, durante 60 minutos
2. Tome cuidado com a postura. Segurar o cachorro pela coleira pode provocar a inclinação para um dos lados, sobrecarregando a coluna e causando dores
3. Mantenha o ritmo do seu cão afinado com o seu. Se ele estiver andando rápido ou lento demais sua caminhada poderá não ser eficiente
4. Associe a caminhada a outras atividades físicas Não tem um cachorro? Adote um, com certeza ele será o seu principal motivador para caminhar diariamente. Quer outra dica: deixe a diversão por conta dele, valerá a pena!

Na praia
Final de semana, feriado prolongado, fim de ano ou férias. Os quatro "efes" mais bem vistos para quem gosta de ir à praia. O passeio agrega diversão e comilança.

As calorias são muitas. Por isso, para não voltar com alguns quilinhos a mais da viagem, balanceie suas atividades e divirta-se: jogue vôlei, nade, mergulhe, passeie de barco, faça uma trilha, ande na areia ou à beira mar. Se você não perder todas, pelo menos vai perder muitas calorias daquele porquinho frito que comeu esta tarde.

Em uma hora, veja quantas calorias você perde se:
– Tomar sol: 70 calorias
– Megulho com cilindro: 230 calorias
– Jogar Vôlei na areia: 240 calorias
– Andar no mar (com água nas canelas): 280 calorias
– Jogar Frescobol: 280 calorias
– Andar de bicicleta: 300 a 600 calorias
– Andar na areia (dura): 320 calorias
– Andar na areia (fofa): 380 calorias
– Andar na areia (molhada, que afunda): 390 calorias
– Nadar: de 500 a 560 calorias
– Jogar Futebol: 660 calorias
– Correr na areia (fofa): 740 calorias
– Futvôlei: 350 calorias

Tendo sua própria banda musical
Crie, inove, invente. Mesmo sem saber cantar ou tocar qualquer instrumento, divirta-se e invista em uma carreira no chuveiro! "Quem canta seus males espanta", é mais que um velho jargão, é estudo científico e garante a perda de 110 calorias em uma hora. Em uma hora, você pode perder até 230 calorias se tocar bateria e 160 calorias se tocar guitarra ou baixo. Isso se você não for como o guitarrista Jimi Hendrix, que com certeza perdia muito mais calorias em uma única apresentação.

Mas, se você gosta de algo mais tranqüilo, toque flauta ou piano e perca até 140 calorias, em uma hora. Ou, no mesmo tempo, junte os amigos e perca 150 calorias. Emagrecer assim é bem divertido, é só cantar o repertório completo do seu artista preferido e dar bye-bye às gordurinhas.

Fonte : Portal Itodas

O Frio também pode te ajudar a Emagrecer!

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

As temperaturas caíram e você só pensa em chocolate quente e fondue? Calma, a primeira coisa a saber é que o frio pode, sim, ser seu grande aliado para emagrecer e chegar ao verão com as medidas dos seus sonhos. Ao contrário do que muita gente pensa, o metabolismo fica mais acelerado no inverno, já que precisa gastar mais energia só para manter o corpo aquecido. Ou seja, perder gordura fica mais fácil, desde que você não caia em alguns mitos e não exagere nas calorias.

Mito ou Verdade?
1. No frio nosso corpo precisa de mais comida.
Mito! O gasto energético para manter o corpo aquecido só é mais relevante em países de frio rigoroso. No inverno brasileiro as blusas, casacos, gorros e luvas resolvem perfeitamente a questão e mantêm o corpo em sua temperatura ideal sem muito esforço. (se deu preguiça, treine em casa com nossas aulas)

2. O frio dá mais fome.
Mito! O que acontece é que, às vezes, o psicológico fala mais alto. Por exemplo: quem não gosta do inverno pode ficar deprimido durante a estação e comer mais para compensar o bode com o tempo.

3. O inverno é uma ótima época para começar sua dieta.
Verdade! Como é mais fácil queimar gorduras no frio, a reeducação alimentar e metabólica pode ficar mais fácil e você já estará acostumada quando o verão chegar.

4. Já que o metabolismo fica mais acelerado, posso dar um tempo na ginástica
Mito! Apesar do metabolismo realmente ficar mais rápido no frio, interromper as atividades físicas só vai trazer prejuízos. O ideal é aproveitar a maior facilidade de queimar calorias e fazer exatamente o oposto: não faltar na academia e aproveitar os meses gelados para dar uma secada no corpo.

Diga sim…

Às sopas e cremes antes do prato principal, eles ajudam a saciar a fome.

À ingestão de líquidos. Manter a hidratação no inverno é tão fundamental quanto no verão, não se descuide! Abuse da ágüa e dos sucos.

À alimentação de 3h em 3h, assim você fraciona sua ingestão de alimentos e evita o exagero. Mas resista ao pão de queijo, vá de salada de frutas, um copo de iogurte light ou até mesmo uma barrinha de cereal

Ao foundue, afinal é um prato irresistível no frio. Contudo, dê preferência aos de queijo magro. Se conseguir, troque o pãozinho por vegetais como brócolis e pepino, que ficam bem saborosos!

Às massas, que ganham um charme especial com as baixas temperaturas. É só não abusar na quantidade e optar por molhos mais magros, como os de tomate

Ao filme com pipoca, uma combinação perfeita no inverno. Mas diminua ao máximo a margarina e a manteiga: estoure em saco de papel ou, se não tiver outro jeito, com óleo vegetal e pouco sal, para não reter líquidos

Aos pães, afinal ninguém é de ferro, mas compre só os lights e tente evitá-los no jantar

Às saladas, e acrescente legumes e verduras refogados, assim, você ainda ingere mais fibras

Diga não…

Às sopas calóricas, como as de bacon e queijos gordos e opte pelas nutritivas como as de legumes.

Ao chocolate quente, substitua por um chá com adoçante. Mas, se não der para resistir a esta iguaria, opte por leite desnatado e chocolate light

Ao exagero nos alimentos light, é verdade que eles têm menos calorias, mas isso não quer dizer que dá para consumir sem freio

Aos patês e queijos gordos, especialmente se acompanhados de pães doces ou com bastante miolo. Vá de torradas e patês sem maionese.

Ao filme com pipoca, uma combinação perfeita no inverno.

Fonte: Minha Vida

Cosméticos à base de derivados de petróleo, uréia, parabenos, formol, corantes artificiais, entre outros ativos, podem causar alergias e até mesmo câncer. O ideal é procurar produtos eudérmicos, ou seja, que se integram perfeitamente a pele, sem risco de irritação e sensibilização
O uso de cosméticos por mulheres e homens é tão antigo quanto o próprio surgimento da humanidade. A revolução industrial do século XX trouxe aos consumidores destes produtos mais variedades de marcas e opções de aromas, texturas e uso específico para cada tipo de pele. Muitas pessoas, entretanto, não sabem como são feitos e a origem dos componentes dos cosméticos. Será que realmente todos eles fazem bem à pele?
Na composição dos cosméticos usados diariamente por milhões de pessoas pode haver ingredientes potencialmente perigosos para a saúde. Segundo o professor de Cosmetologia e diretor da Consulfarma, Maurício Pupo, há ingredientes em cosméticos que, quando em contato com a pele, podem trazer prejuízos ao consumidor como, por exemplo, irritações e alergias cutâneas, até mesmo doenças mais graves, como o câncer. "Infelizmente, muitos destes cosméticos contém ingredientes que fazem mal à pele, porém eles estão disfarçados nos produtos que usamos todos os dias, sendo difícil sua identificação, pois os aromas e os corantes agradáveis distraem a atenção do consumidor. Recomendo procurar produtos com ingredientes próprios para o seu tipo de pele, isto é, eudérmicos", diz o consultor.
Veja abaixo, os ingredientes mais perigosos que o professor Maurício Pupo indica observar atentamente antes de comprar e utilizar qualquer cosmético.Uréia: Atravessa a Placenta
A uréia é, com certeza, um dos hidratantes mais utilizados em cosméticos, tanto pela sua eficácia, quanto pelo seu baixo preço. O que muita gente não sabe, no entanto, é que a uréia é proibida para mulheres grávidas. E o principal motivo desta proibição é que a uréia penetra profundamente na pele e tem até mesmo a capacidade de atravessar a placenta, podendo chegar até o feto em formação, trazendo ao bebê consequências ainda desconhecidas.
A fim de controlar o uso de uréia nos cosméticos, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determina que todas as vezes que um produto tiver na sua composição a uréia em dosagens maiores que 3%, o mesmo deve conter no rótulo o seguinte alerta: "Não Utilizar Durante a gravidez". A ANVISA ainda resolveu proibir a fabricação de cosméticos que contenham em sua composição mais de 10% de uréia.
Parabenos: Se Comportam Como se Fossem os Hormônios Femininos
Conforme estudo realizado na Universidade de Reading, Reino Unido e publicado em janeiro de 2004 no Journal of Applied Toxicology, os conservantes Parabenos apresentam propriedades estrogênicas, ou seja, se comportam como se fossem o estrogênio, um hormônio feminino. Há no mundo dos cosméticos uma enorme utilização de produtos contendo Parabenos por gestantes, lactantes, crianças e pacientes sob tratamentos diversos como câncer, reposições hormonais e terapias crônicas. Hoje, o mercado possui preservantes naturais ou mais modernos que, até o momento, demonstraram segurança, permitindo aos formuladores o desenvolvimento de formulações mais seguras.
O mesmo jornal publicou que o uso de parabenos em produtos cosméticos destinados à aplicação na área axilar (como desodorantes, por exemplo) deve ser reavaliado, pois estudos recentes levantaram a hipótese de que o uso dele nessa região pode estar associado ao aumento da incidência de câncer de mama, o que foi confirmado em teste realizado recentemente. Os parabenos podem ser identificados nas formulações dos cosméticos e desodorantes com diversas nomenclaturas: Parabens, Methylparaben, Ethylparaben, Propylparaben e Butylparaben.
Conservantes Liberadores de Formol: Podem Aumentar a Incidência de Câncer de Pele
O formol faz muito mal para a pele, mas o que a grande maioria das pessoas não sabem é que muitos cosméticos utilizam na formulação alguns tipos de conservantes que produzem e liberam formol na pele. Além da já conhecida toxicidade do formol, um estudo realizado no Departamento de Dermatologia da Universidade de Debrecen, Hungria e publicado no periódico "Experimental Dermatology", em maio de 2004, revelou que o formol pode contribuir para o aparecimento de câncer induzido pela radiação ultravioleta do sol.
O consumidor pode se proteger destas substâncias observando cuidadosamente os rótulos traseiros das embalagens, procurando pelas seguintes substâncias: quatérnium-15, diazolidinil hora, imidazolidinil uréia e DMDM hidantoína.
Propilenoglicol: Risco de Alergias
O propilenoglicol é um produto utilizado como diluente de outras substâncias, sendo muito usado em uma ampla variedade de cosméticos. O perigo de seu uso está nos problemas de pele que este pode desencadear nas pessoas, como alergias e irritações. Um estudo realizado com 45.138 pacientes na Universidade de Göttingen, Alemanha e publicado no periódico "Contact Dermatitis", em novembro de 2005, confirmou o potencial sensibilizante (potencial para causar alergias) do propilenoglicol, confirmado por um outro estudo realizado no Departamento de Dermatologia do Hospital Osaka Red Cross, Japão e publicado no periódico "International Journal of Dermatology", também em 2005.
Para saber se o seu produto cosmético contém propilenoglicol na composição, verifique a palavra propylene glycol no rótulo traseiro da embalagem.
Óleo Mineral e Outros Derivados do Petróleo: Responsáveis por Diversos Tipos de Câncer
Os derivados do petróleo, como por exemplo, os óleos minerais, estão presentes na maioria dos produtos cosméticos, devido sua propriedade emoliente, ou seja, hidratante para a pele. Entretanto, estudos recentes vêm associando esses componentes ao aumento da mortalidade por diversos tipos de câncer, como o de pulmão, esôfago, estômago, linfoma e leucemia. Isso se deve devido à presença de um composto chamado 1,4-dioxano, uma substância cancerígena, como relata estudos publicados nos periódicos "American Journal of Industrial Medicine" (Departamento de Epidemiologia, Escola de Saúde Pública, Los Angeles, CA outubro de 2005), "Contact Dermatitis" (Departamento de Dermatologia, Nagoya City University Medical School, Japão, abril de 1989) e "Regulatory Toxicology and Pharmacology" (outubro de 2003).
Para identificar a presença desses componentes em seu produto cosmético, basta procurar no rótulo traseiro as palavras paraffin oil e mineral oil.
Prof. Maurício Gaspari Pupo
Coordenador da Pós-Graduação com MBA em Cosmetologia das Faculdades Unicastelo de São Paulo, Unigranrio do Rio de Janeiro e Metrocamp de Campinas. Diretor Técnico da Consulfarma Assessoria Farmacêutica, Editor da Revista de Cosmetologia "In Cosmeto" e Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da ADA TINA Cosméticos.
Site: www.consulfarma.com

Fonte: MAXPRESSNET • NOTÍCIAS • 10/2/2009 • 19h32

Médicos recomendam que obesas controlem o peso durante a gravidez
Um estudo feito por cientistas britânicos revelou que as mulheres obesas correm risco de ter mais problemas de saúde e complicações em sua primeira gravidez do que mulheres com peso dentro do considerado normal.
As obesas que participaram da pesquisa apresentaram índices mais altos de pré-eclâmpsia (doença caracterizada por pressão arterial elevada e eliminação de proteína pela urina), de partos prematuros e de nascimentos com peso abaixo da média.
Especialistas do Kings College, em Londres, analisaram dados sobre a primeira gravidez de 385 mulheres obesas e colheram amostras de sangue de 208 das mulheres para análises.
O estudo, encomendado pela entidade beneficente britânica Tommy s, foi divulgado na publicação científica American Journal of Obstetrics and Gynaecology.
A entidade ressalta que estudos anteriores já apontaram vínculos entre obesidade durante a gravidez e riscos maiores de complicações.
O presente estudo quis investigar se mulheres em sua primeira gravidez são particularmente vulneráveis a complicações.
Peso do bebê
Outras revelações do estudo foram, por exemplo, que as mulheres obesas tiveram quase duas vezes mais chances de ter um bebê com peso abaixo da média (ou seja um total de 18,8% dos bebês das mulheres obesas pesava menos do que 2,5 kg ao nascer).
O índice de nascimentos de bebês com peso abaixo da média em mulheres com peso padrão é de cerca de 10%.
Por outro lado, entre as mulheres estudadas o índice de nascimentos de bebês considerados particularmente pesados foi de 13,4% – em comparação com apenas 10% dos bebês nascidos de mulheres com peso tido como saudável.
Os índices de pré-eclâmpsia foram mais altos, com 11,7% de mulheres obesas desenvolvendo a condição em sua primeira gravidez – em contraste com 6% na população obesa na segunda ou após várias gestações e apenas 2% na população de peso saudável.
O risco de pré-eclâmpsia aumentou proporcionalmente ao ganho de peso durante a gravidez.
Entre as mulheres estudadas, o índice de nascimentos prematuros foi 11,9%, quase duas vezes maior do que a média nacional na Grã-Bretanha.
"Revelações surpreendentes"
"Algumas das revelações são surpreendentes. A grande proporção de bebês pequenos foi particularmente inesperada, já que a obesidade tende a ser associada a nascimentos de bebês com peso acima da média", disse a pesquisadora Lucilla Poston, responsável pelo estudo.
Para a especialista, o alto número de casos de pré-eclâmpsia também foi preocupante.
"Esta é uma complicação séria durante a gravidez que, em casos extremos, pode levar à morte da mãe e do feto", disse Poston.
"Temos de passar a considerar a primeira gravidez como um problema adicional entre mulheres obesas, que, nós já sabemos, estão mais propensas a sofrer complicações durante a gravidez do que mulheres magras."
Poston disse que a razão pela qual a obesidade causa essas complicações não é conhecida, mas especialistas acreditam que o problema esteja associado à resistência à insulina.
Isso ocorre quando quantidades normais de insulina não conseguem quebrar as moléculas de açúcar no organismo.
"Gestações normais induzem uma forma leve de resistência à insulina e sabemos que pessoas obesas ficam mais resistentes à insulina, o que promove diabetes, pré-eclâmpsia e bebês maiores", disse Poston.

Fonte: REPÓRTER NEWS • SAÚDE • 10/2/2009 • 13h32

Um doce e desnecessário alimento

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

organismo não necessita de açúcar refinado e o seu consumo pode trazer prejuízos à saúdeNo cafezinho, na sobremesa, na comida nossa de cada dia… O açúcar refinado está presente todo mês no carrinho de compras e, todo dia, na mesa da família. O que poucos sabem é que esse alimento passou a fazer parte da dieta há menos de mil anos, quando o homem conseguiu extraí-lo da natureza. “É possível relacionar a universalização do consumo do açúcar – cerca de 400 anos – com o aumento na incidência de doenças comuns atualmente, como câncer, obesidade, diabetes e problemas cardiovasculares”, alerta Juliana Garcia, nutricionista da Clínica Contato.
Está comprovado que o corpo humano é dependente de gorduras, proteínas, vitaminas e sais minerais, mas de nem um miligrama sequer de açúcar. “A glicose que o cérebro precisa diariamente provem do açúcar já presente nos alimentos, fontes de carboidratos, e não é prejudicial ao organismo. O grande problema está no consumo do açúcar refinado!”, explica a nutricionista.
Para ficar mais branco e soltinho, o açúcar extraído da natureza é submetido ao refino, que utiliza inúmeros produtos químicos. Nesse processo, as fibras, os sais minerais, proteínas e demais nutrientes são eliminados, resultando em um produto químico cheio de calorias vazias. “O consumo do açúcar refinado ainda produz um estado de superacidez que desmineraliza o nosso organismo, levando à carência de cálcio, magnésio, zinco, cobre e selênio”, salienta Juliana.
Mesmo sendo tão prejudicial, é fácil tornar-se escravo do açúcar, pois sua absorção é muito rápida e, ao chegar ao cérebro, tem ação tranqüilizante por meio da liberação do triptofano, que se converte em serotonina. “Ainda assim, o consumo do açúcar é cada vez maior, aumentando nossa dependência, pois ele está presente em uma série de alimentos que comemos diariamente, como bolachas, pães, tortas, bebidas. A oferta ilimitada desses alimentos baratos e de alta concentração energética aliada ao sedentarismo crescente acaba resultando em uma população cada vez mais obesa e doente”, observa.

Mudança de hábito
Controlar o consumo de açúcar refinado na dieta diária é fundamental para manter a qualidade da alimentação. A Organização Mundial da Saúde recomenda que a ingestão dessa substância não ultrapasse 10% da energia total da dieta. “Substituir o açúcar refinado comum por açúcar mascavo ou mel na alimentação pode ser uma opção, já que apresentam mais minerais e vitaminas em sua composição. Entretanto, o consumo ainda deve ser controlado, pois também são substâncias altamente energéticas”, afirma a nutricionista.

Fonte: CLICNEWS.COM.BR • ÚLTIMAS NOTÍCIAS • 3/2/2009

Brownie de chocolate light

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Ingredientes:

4 colheres de sopa cheia de cacau em pó
2 unidades de claras de ovo de galinha
2 unidades de ovo de galinha (cru)
8 unidades de Castanhas do Pará
10 colheres de sopa de farinha de trigo integral
2 colheres de sobremesa de margarina vegetal light
1 colher de chá de essência de baunilha
1 colher de sopa de fermento químico em pó
2 colheres de sopa de adoçante em pó ( Sucralose )
Modo de Preparo:

Triture as castanhas do Pará. Bata na batedeira as claras em neve e reserve. Em separado, bata os ovos, o adoçante, a margarina e a baunilha até ficar homogêneo. Adicione a farinha e o cacau e bata por mais cerca de 3 minutos. Adicione o fermento e incorpore as claras delicadamente. Misture as castanhas
trituradas e coloque a massa em uma forma retangular média (37 x 24 cm), untada e polvilhada. Asse em forno médio, pré-aquecido, por cerca de 30 minutos. Espere esfriar e desenforme. Corte em quadrados e sirva em seguida.
Rendimento: 10 porções
Kcal por porção: 130,64 calorias

Que alimentos ajudam no emagrecimento?

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Uma boa opção para queimar as gordurinhas em excesso mais rapidamente são os chamados alimentos termogênicos. Os termogênicos apresentam um efeito térmico capaz de induzir o corpo a consumir mais energia. Na lista desses alimentos poderosos, encontram-se gengibre, chá verde, pimenta, couve, brócolis, laranja e kiwi. Mas vale lembrar que somente a ingestão desses alimentos não é garantia de perda de peso. Quem precisa emagrecer tem de modificar alguns hábitos alimentares para que haja a diminuição da ingestão calórica e, assim, o emagrecimento.

Fonte: minha vida

Os vilões da Celulite

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Conheça os alimentos que fazem estes buraquinhos odiados pelas mulheres

Elas aparecem sem dar nenhuma pista. Vão chegando de mansinho e, quando você repara, já tomaram conta das pernas, do bumbum e, algumas vezes, até da barriga. São as temidas celulites, carrascas cruéis que não poupam praticamente nenhuma mulher.
Sim, é verdade que elas podem surgir por vários motivos desde uma roupa apertada demais, que atrapalhe a circulação sangüínea, até a incontornável herança genética. Mas também é para lá de sabido que uma dieta desequilibrada pode contribuir até demais! para transformar aqueles mini-furinhos em big crateras.
A nutricionista da Unifesp, Cibele Crispim, explica que não existe um alimento que assina, sozinho, o atestado de culpa, como causador absoluto das celulites. Mas sabemos que, apesar dos mitos que a literatura científica não comprova, há algumas tentações que realmente colaboram para o aparecimento dos buraquinhos. Cibele listou as guloseimas que precisam ser monitoradas, caso você queira manter distância da aparência cheia de grumos.

Legião açucarada
O delicioso grupo dos doces compõe o time dos alimentos que aumentam o acúmulo de gordura, origem do mal. Isso porque o açúcar em excesso não é transformado em energia pelo organismo e acaba sendo armazenado na forma de gordura uma reserva que, nas mulheres, tende a acontecer sob a pele. Seguindo as orientações da pirâmide alimentar, os doces devem corresponder diariamente a, no máximo, 220 kcal de um menu balanceado.

Aqui, o perigo escorre
As gorduras vêm em seguida no ranking das tentações que favorecem o surgimento das celulites. Muito calóricos, creme de leite, chantilly e frituras são poderosos no quesito esburacamento da pele.
Também de acordo com a pirâmide, o grupo alimentar formado pelas gorduras e pelos óleos devem somar até duas porções diárias, cada uma com 73 kcal.

Pressão explosiva
Coladinhos às gorduras, estão os alimentos que prejudicam a circulação sanguínea, como café, refrigerante e água com gás. De acordo com a nutricionista da Unifesp, eles favorecem o inchaço, fazendo com que a irrigação dos tecidos seja prejudicada .
Limite-se a duas xícaras de café por dia, por exemplo, para ficar com tudo em cima. Já as bebidasgaseificadas não devem ultrapassar os 200 ml.

Pitadinhas nada inofensivas
São eles: os alimentos ricos em sódio. Isso mesmo, sal de cozinha, caldos prontos, molho shoyo e leite também devem ser controlados no cardápio das mulheres que querem driblar as celulites. O sódio em excesso pode levar à retenção de líquido, fator predisponente para a celulite , alerta Cibele. O ideal é não consumir mais 1,5 grama de sódio por dia, o que equivale a 3,8 gramas de sal

Fonte: minha vida