Nunca mais se pode realizar endoscopia?

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

O exame de endoscopia pode e deve ser realizado após a cirurgia, sem maiores problemas, incômodos ou riscos.

Fonte: Revista Corpore

O anel utilízado na cirurgia é de material próprio e não tem necessidade de ser trocado nem retirado,mesmo com o passar do tempo.

Fonte: Revista Corpore

Exatamente para solucionar as carências nutricionais é que o endocrinologista prescreve o uso de suplementação vitamínica, que deverá ser tomada constantemente para garantir que o organismo receba esses nutrientes essenciais, já que sua absorção está diminuída. Em algumas técnïcas, todavia, a suplementação poderá não ser necessária por toda a vida.

Fonte: Revista Corpore

O cabelo começa a cair apos a cirurgia

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Muitos pacientes apresentam perda parcial de cabelo pela carência de zinco no organismo nos primeiros meses do pós- operatório. Geralmente não é uma perda radical e é temporária: após alguns meses o paciente alcançará um equilíbrio das taxas de zinco e o cabelo volta ao normal.

Fonte: Revista Corpore

Gordura localizada na barriga

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

A VERDADE SOBRE GORDURAS LOCALIZADAS(pneuszinhos e barriga.)

Um dos maiores enganos das pessoas quanto a perda de gordura é acreditar que determinado aparelho ou exercício abdominal vai resolver a questão.

Outro grande engano é acreditar que se você fizer centenas de abdominais diariamente você vai “queimar “ toda a gordura da barriga…. e quanto mais você fizer abdominais , mais você ficará com a “barriga esbelta e definida”. Grande erro! Infelizmente as coisas não funciona assim.

Confesso que é tentador acreditar nestas propagandas de aparelhos abdominais que prometem fazer perder 10cm de cintura e 10kg de gordura em 10 dias. Mas a realidade é outra.

Muitas pessoas já compraram aparelhos abdominais pensando que perderiam peso e não obtiveram nenhum resultado. Não é que aparelhos abdominais não sejam bons. Eles tem o seu papel em um programa de perda de peso, mas não são milagrosos. Então , o que fazer para queimar esta gordura da barriga.? Como conseguir uma cintura fina e definida.?

A única maneira de perder essa gordura localizada é abaixar o seu percentual de gordura como um todo. Cultivar melhores hábitos alimentares privilegiando frutas e legumes que possuem muitas fibras, reduzir a quantidade de gordura e calorias ingeridas e praticar exercícios que irão fazer seu corpo começar a queimar a gordura localizada.

OBS: Conscientize que incluindo os exercícios específicos direcionados para trabalhar os músculos abdominais , sozinhos, não vão queimar gordura mas apenas enrijecer a musculatura.

Para você atingir seu objetivo é importante seguir as recomendações abaixo:

Não tomar nenhum tipo de líquido durante as refeições , somente duas horas antes ou duas depois. A ingestão de líquidos , principalmente durante as refeições causam o aumento do volume do estômago refletindo na silhueta. Com isso, o estômago tornar-se-á capaz de armazenar uma maior quantidade de alimento, fazendo com que o indivíduo tenha sempre que ingerir uma quantidade maior para se sentir saciado . Parte da ingestão alimentar será aproveitada pelo organismo, parte será eliminada e outra parte será armazenada em forma de gordura localizada..

Fazer 20 minutos de exercícios de força(anaeróbicos) como musculação e localizados para aumentar resistência muscular, três vezes por semana, pois modelam seu corpo e mantêm os ossos fortes.Desta forma você aumentará sua massa muscular e seu organismo passará a queimar mais calorias mesmo quando você estiver descansando , assistindo televisão ou no trabalho.

Faça. abdominais para fortalecimento dos músculos do abdômen. Eles não queimam a gordura mas tonificam os músculos que estão embaixo da gordura.Isto irá melhorar a aparência de sua cintura. Exercícios aeróbicos são também muito importante, portanto faça 30 minutos de : caminhadas em passo acelerado, corridas, natação, ciclismo, tênis, jazz, dança, etc, com isso o seu metabolismo ficará mais acelerado e você queimará mais calorias. Exercícios feitos em esteiras, bicicletas, steps e outros equipamentos também são aeróbicos.

EXERCÍCIOS PARA PRATICAR EM CASA OU EM QUALQUER LUGAR: Bom para o tórax, braços e abdômen

Fique de frente para uma parede, a uma distância de 60 a 90 centímetros, e estenda as mãos na altura de seus ombros até encostar na parede. Certifique-se de que a colocação das mãos na parede seja suficientemente baixa para que , ao se abaixar , seus ombros fiquem um pouco acima das mãos. Incline o corpo na direção da parede e depois empurre-o de volta , retornando à posição original. Faça 30 repetições com intervalos de 01 minuto após 10 repetições .

HÁBITOS QUE EVITAM A PRISÃO DE VENTRE.

Para uma atividade intestinal regular, aumente o teor de fibras na alimentação, beba mais liquido e pratique exercícios físicos.

Outro fator causador do aparecimento da barriga é o mal funcionamento intestinal. Para regularizá-lo tomar no mínimo 8 copos de água por dia. Ingerir bastante fibras contidas nas frutas e legumes, cereais e grãos integrais, pois facilita a passagem do bolo fecal pelos intestinos. OBS: Dar preferência para os legumes e verduras crus e ricos em celulose como a couve e todas verduras de folhas verdes. Coma frutas com cascas (maçã etc ) e a laranja com bagaço , pois faz bem ao intestino. Evite alimentos causadores de gases.

Evacuação: A freqüência considerada normal da atividade intestinal é variável conforme o individuo , dependendo da alimentação ,ingestão de líquidos , atividade física , eventual medicação e fatores genéticos. As pessoas com intestinos saudáveis defecam pelo menos uma vez ao dia ,sendo as fezes lisas, macias e fáceis de expelir .

E considerado normal evacuar entre três vezes ao dia e duas vezes por semana, desde que as fezes sejam eliminadas sem dificuldade. A principal causa da prisão de ventre é uma alimentação desequilibrada, ou seja , o excesso de ingestão de alimentos muito refinados e pobres em fibras, bem como a insuficiente ingestão de líquidos que torna mais lento o processo digestivo.

Ao diminuir a alimentação, é óbvio que o volume das fezes também diminuirá. É necessário evacuar ao menos uma vez por dia. Se a evacuação não ocorre , as toxinas e resíduos da digestão ficam bloqueados por um período maior do que o normal , mantendo um envenenamento por essa presença prolongada. A lentidão da evacuação impede a eliminação rápida destes resíduos , provocando dores de cabeça , irritação , até câncer.

Lembre-se as fibras dos legumes , frutas e verduras atuam no organismo como uma vassoura, fazendo assim uma verdadeira limpeza nos intestinos. OBS: As gorduras acumuladas na cintura, principalmente na barriga causa várias doenças tais como : coração, cardiovasculares, diabetes e até mesmo o câncer. Portanto ponha seu corpo em movimento, você ganhará saúde e beleza.: OBS Como uma laranja com bagaço diariamente, principalmente com aquela parte branca que fica depois da casca.

OBS: Fazer somente abdominais ajuda não acaba com a barriga, apenas fortalece os músculos do abdômen, o essencial é acabar com o péssimo hábito de beber durante as refeições prejudicando a digestão e regularizar o funcionamento dos intestinos comendo muitas fibras.

Lembre-se : A gordura acumulada na cintura, principalmente no abdômen é prejudicial à saúde e causadora de diversas doenças.( Palavras de médicos)OBS: Medidas ideais para a cintura: homem abaixo de 95 cms, e da mulher abaixo de 88 cms

DICAS PARA MODELAR A BARRIGA.

Como fazer da alimentação sua aliada na hora de perder a barriga e manter a forma, modelando o corpo.

COMA: : Saladas cruas- As fibras das hortaliças ajudam no controle do colesterol e na manutenção do peso adequado, sem acúmulo de gorduras na barriga.

COMA: Peixes de águas profundas.- Salmão, atum, bacalhau e sardinhas dentre outros são ricos em ômega 3 , que protegem de obstruções coronárias e de acúmulo de gorduras no abdômen.

BEBA: Vinho tinto – Um cálice de vinho tinto promove uma benéfica vasodilatação, estimulante da libido e do bem-estar geral. Mais do que isso, o vinho torna-se nocivo à saúde e à boa forma.

POSTURA CORRETA- Uma postura correta, com contração constante do abdômen é tão importante quanto os exercícios abdominais.

NÃO BEBA ÁGUA NAS REFEIÇÕES.- A água tomada junto ás refeições prejudica a digestão. Leva à estagnação dos alimentos no estômago e nos intestinos , com acúmulo de gases e dilatação de alças intestinais.

EVITE BEBIDAS GASOSAS- Aumentam a concentração de gases no tubo digestivo e dilatam a barriga.

EVITE CERVEJA E CHOPE: – Tanto a cerveja quanto o chope dilatam o estômago e devem ser evitados . O mesmo vale para as frituras.Obs: Caso não consiga ficar sem a loura gelada, beba pouco e bem devagar..Qual a quantidade considerada como pouco : Uma garrafa grande de cerveja por semana. .

EVITE LEITE E QUEIJOS – Aumentam a flora bacteriana , produzem gases e muco no tubo digestivo.

EVITE PIZZAS E FRITURAS: Petiscos , bifes à milanesa, combinação arroz-feijão-carne-batata-farofa, empadão de carne e pizzas calabresas ou portuguesas são grandes produtores de gordura e de barriga.

IMPORTANTE: “ A forma física e o volume dos músculos é determinada geneticamente.

Pode-se reduzir o volume de gorduras, mas não alterar o tipo físico .

É uma questão de herança familiar”

Fonte: www.emagrecasemdieta.kit.net

Frio o Inimigo da Balança!!!

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Descuidar do peso durante os dias mais frios pode significar muito mais sacrifício para se manter em forma no verão .

Basta ficar friozinho e pronto; a fome aumenta e as visitas aos restaurantes passam a ser o prazer e o "esporte" favorito da maioria das pessoas. Juntar os amigos é sempre um bom motivo para lanchinhos em fast foods, cantinas, bares e cafés, sem contar os "chefs" de fim de semana. Tudo isso é ótimo e saudável, certo? Não é bem assim. Em geral, nessas situações, os alimentos e as bebidas consumidos possuem uma enorme oferta calórica.
Outra grande verdade é que as atividades costumam diminuir quando baixam os termômetros, sem falar nos acomodados e sedentários. Esses fatores, somados ao descontrole alimentar, formam um grande perigo para a saúde e a estética; o aumento de peso e da gordura localizada. Aos primeiros dias mais quentes, quem ganhou uma nova silhueta no inverno parte desesperadamente para as academias ou busca tratamentos estéticos ou dietas mirabolantes, que muitas vezes causam ainda mais frustrações e ansiedade á medida que chega o verão.
De acordo com o médicos especialistas em obesidade, o principal conselho para não cair na armadilha da balança é manter sempre uma dieta moderada e atividade física durante os períodos de frio, para não ser obrigado a perder muito peso para estar bem no verão. O especialista reforça a necessidade de ingerir bastante água durante o dia. Também adverte que as pessoas não devem se alimentar antes de dormir, porque o organismo que descansa recém-alimentado acorda com fome excessiva.

Estabelecer Metas
“Quando o clima favorece, o consumo de chocolates, doces e massas se torna mais atrativo, justamente quando devem ser mais evitados”. O médico faz a ressalva de que nada é totalmente proibido, desde que seja ingerido com moderação, explicando que quem estiver com sobrepeso e não deseje engordar deve ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar. “Só com a ajuda especializada pode-se estabelecer a conduta certa para cada pessoa”.
Porém, não é necessário deixar de lado a vida social por medo de ganhar
peso. É possível passar por esse período sem problemas, bastando incluir atividades físicas na programação de inverno. Como a ida a restaurantes é prazerosa e inevitável, a recomendação é de que a pessoa não coma até causar desconforto, mas estabeleça uma meta, ingerindo uma quantidade suficiente
para saciar a fome, sem exageros.
Outra dica é, sempre que possível, trocar alimentos excessivamente calóricos e protéicos por outros mais leves, como saladas, legumes, frutas e laticínios — queijos brancos, leite, iogurte — com baixo teor de gorduras e açúcares. Produtos ricos em fibras também podem ser utilizados, como pão integral, arroz integral, granola e flocos de cereais sem açúcar, cuja digestão é mais lenta, deixando a sensação de estômago cheio por mais tempo.
Noites frias são especiais para se alimentar de caldos, sopas ou cremes preparados com vegetais e grãos, como ervilha, lentilha, feijão, grão de bico, aveia e trigo para quibe. Torradas e queijo branco são bons acom panhamentos. Carnes magras podem ser acrescentadas a essas sopas, o que faz aumentar o valor nutritivo. Porém, o uso abusivo de óleo no preparo das refeições deve ser evitado, bem como o calórico queijo ralado. Uma alimentação balanceada é a garantia de menos sofrimento para ficar em forma sempre.

Fonte: Revista Corpore

Com o desvio intestinal, os alimentos têm menor absorção e a deficiência de algumas vitaminas e proteínas pode acontecer. Mas a desnutrição pode ser evitada com o acompanhamento da equipe multidisciplinar. O endocrinologista e o nutricionísta, nesse caso, são de fundamental importância, pois irão monitorar as condições do paciente e, se necessário, prescrever suplementação alimentar.

Fonte: Revista Corpore

Alguns pacientes sentem a chamada síndrome de “dumping”, um mal-estar causado pela passagem rápida do alimento do estômago para o intestino por causa do desvio intestinal. Em geral, os sintomas são náuseas, sudorese e fraqueza que duram alguns minutos.

Fonte: Revista Corpore

Alguns pacientes sentem um desconforto após a ingestão carne vermelha. Para evitar esse problema, é necessário seguir rigorosamente as orientações no pós-operatório, introduzindo a carne na dieta quando orientado e mastigando-a bem. Algumas pessoas sentem esse desconforto nas primeiras vezes que comem a carne e acabam desistindo de consumi-la. Mas é preciso insistir na adaptação, porque o consumo de proteína garante uma perda de peso saudável. Além disto, ela é a maior e melhor fonte de ferro e outros nutrientes.

Fonte: Revista Corpore

Passado o pós-operatório, não existem impedimentos quanto ao tipo de alimento. O nutricionista acompanhará o paciente e orientará a dieta a ser seguida. Em geral, a dieta líquida e pastosa é prescrita apenas nos primeiros dias após a cirurgia e evoluirá gradativamente para a dieta sólida. No prazo de 1 mês mais ou menos a pessoas passa a se alimentar sem restrições.

Fonte: Revista Corpore