Author Archives: Giselle

Aprenda a pensar como magra e emagreça

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

A auto-hipnose é uma das técnicas mais comentadas no momento para facilitar a perda de peso. Aprenda a mudar o seu jeito de pensar e faça as pazes com a balança

Pela quinta vez no ano você começou uma dieta e, pela quinta vez, fracassou no primeiro bolo de chocolate. Pode parar! Antes de tudo, você precisa mudar seu comportamento em relação à comida – ela não pode ser mais forte que seu desejo de entrar num jeans sequinho. A top model australiana Elle Macpherson recorreu à hipnose para controlar o impulso de comer doce e manter as medidas enxutas exigidas pela profissão, A mesma técnica permitiu que a americana Ellen DeGeneres, apresentadora do programa The Ellen DeGeneres Show, no canal Warner Bros, se livrasse de alguns quilinhos. Elas seguiram as orientações do nutrólogo e hipnotista Paul McKenna descritas no livro Eu Posso Fazer Você Emagrecer, que vendeu mais de 3 milhões de exemplares nos Estados Unidos e na Europa. A versão em português (24,90 reais), lançada este mês pela editora Sextante, também promete fazer barulho.

Reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina, a hipnose é usada atualmente por vários profissionais – de psicoterapeuta a dentista – com o objetivo de induzir o paciente a um relaxamento profundo e, com isso, permitir que o cérebro assuma o controle das emoções, reprogramando sensações exageradas de medo e dor, por exemplo. O mesmo pode ser feito com o impulso de você comer em excesso sempre que está triste ou ansiosa.

Mofidicar a maneira de pensar é estratégico não só para emagrecer mas também para você se manter magra depois. "Para que as transformações físicas e fisiológicas aconteçam de maneira definitiva, primeiro a paciente precisa mudar a mente", afirma Osmar Ribeiro Colás, médico coordenador do Grupo de Estudos de Hipnose da Universidade Federal de São Paulo. Mas esqueça os tradicionais pêndulos para deixá-la sonolenta. O livro de McKenna, por exemplo, vem acompanhado de um CD com o passo a passo para a auto-hipnose – ou seja, você mesma coloca a técnica em prática.

Deitada ou sentada confortavelmente em um ambiente tranquilo, feche os olhos e, aos poucos, diminua o ritmo da respiração. Uma música suave, que desperte lembranças agradáveis, também facilita o relaxamento profundamente. Nesse estágio, procure controlar os sintomas e as emoções que a incomodam, transformando-as em sensações agradáveis. Imagine-se mais magra, bonita e sexy. Você não percebe, mas seu inconsciente recebe sinais para fazer as pazes com a comida, deixando-a mais próxima do peso ideal. Outro exercício é mudar a percepção que tem dos pratos calóricos e que a fazem engordar. "O objetivo é modificar a sensação de prazer atribuída à comida", explica Colás. É provável que, depois disso, em vez de salivar, você sinta enjoo diante de uma torta de limão.

Não é na primeira vez que tudo isso acontece. Por isso, reserve de cinco a dez minutos por dia para colocar a auto-hipnose em prática e persista por algumas semanas. Segundo McKenna, quanto mais vezes repetir as sessões, mais cedo muda a maneira de ver a si mesma, estabelecendo uma nova relação com a comida – sem notar, você passa a comer menos e emagrece.

Quem testou afinou!

Para não voltar a engordar os 6 quilos que perdeu com sacrifício, a psicóloga Fabiana Romanini, 37 anos, de Peruíbe (SP), fez a primeira sessão de hipnose com um profissional. "Assim que fechei os olhos, fui orientada a visualizar uma escada e relaxar a medida que fosse descendo os degraus. E, quando fosse despertada, deveria trazer comigo todas as sensações boas vividas nessa experiência", lembra Fabiana. Na segunda sessão, ela deveria imaginar uma sensação intensa de enjoo com doces e prazer em comer fruta. Depois disso, a psicóloga emagreceu mais 5 quilos, chegando a sua meta de pesar 57 quilos. Para manter esse resultado, partiu para a auto-hipnose. "Hoje, comer fruta virou um hábito e doce, uma exceção", comemora Fabiana. A dentista Silvia Borges Almeida, 29 anos, de Pelotas (RS), também teve sucesso com a hipnose. Depois de várias tentativas frustradas de emagrecer e engordar, recorreu à técnica para colocar um balão gástrico imaginário. "Continuo comendo de tudo, mas na dose necessária. Se passo do limite, sinto uma espécie de desconforto na boca do estômago", relata Silvia. "Durante a introdução do balão imaginário, a paciente visualiza e acredita que está fazendo a cirurgia", conta Benomy Silberfarb, hipnoterapeuta de Porto Alegre. Silvia emagreceu 11 quilos e continua fazendo hipnose no consultório e sozinha em casa. "A gente fica consciente o tempo todo. É um processo de relaxamento completo e profundo, como se fosse uma meditação."

Fonte: Boa Forma

Consulta pública aberta em 24 de setembro recebe sugestões até o dia 14.
Cirurgia é indicada a obesos graves ou moderados com doença associada.

O Ministério da Saúde deve reduzir a idade mínima recomendada para cirurgia de redução de estômago pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de 18 para 16 anos. A proposta foi incluída em uma consulta pública, aberta no dia 24 de setembro e prevista para terminar na próxima segunda-feira (14).
A partir daí, será feita a versão final do texto, que será aprovado, publicado e começará a vigorar em todo o país.
A operação bariátrica é indicada para pacientes até 65 anos com obesidade grave ou moderada que tenham doenças associadas ao problema – como diabetes, hipertensão, colesterol alto e alterações nos ossos ou nas articulações.
Na opinião do endocrinologista Alfredo Halpern, do Hospital das Clínicas (HC) em São Paulo, a iniciativa do ministério acompanha uma tendência observada na população, e no futuro essa faixa etária pode ser ainda menor.
"Acho a medida ótima. Antes, só não se operavam adolescentes porque não havia estudos clínicos com eles. Além disso, o risco em pacientes jovens é menor", diz o médico, que também já operou pessoas com mais de 70 anos e viu casos de adolescentes de 13 sendo submetidos ao procedimento no HC, com autorização dos pais.
"Esse intervalo dos 16 aos 65 anos é apenas um protocolo, pois o médico pode indicar a cirurgia bariátrica em casos extremos, que fogem desse limite", afirma Halpern.

Outros pontos
A consulta pública do ministério também aborda questões como a estrutura hospitalar para atender aos pacientes obesos, como materiais e equipamentos necessários. Deve haver leitos e salas de cirurgia apropriados e capacidade para cuidar de eventuais complicações no pós-operatório.
A equipe médica mínima deverá contar com um cardiologista, um anestesiologia e enfermeiros. Além disso, o hospital precisa ter de forma permanente: clínico geral, pneumologista, endocrinologista, angiologista/cirurgião vascular, cirurgião plástico, nutricionista, psiquiatra/psicólogo, assistente social e fisioterapeuta.

Fonte: Globo.com

Pitaya: a fruta brasileira que emagrece!

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Conhecida como Koubo ou Fruta do Dragão, é a nova aposta para um corpo zerinho

Que mulher não deseja transformar toda a gordura e açúcar ingeridos na alimentação em zero calorias e nem um grama a mais na balança? Parece até um sonho, mas ele pode se tornar realidade se você incluir no cardápio uma frutinha tipicamente brasileira: a pitaya. Com sabor levemente adocicado, ela traz diversos benefícios para quem precisa afinar, porque tem ação termogênica. Quer dizer, apresenta uma maior dificuldade em ser digerida pelo organismo e, com isso, aumenta o gasto energético, auxiliando na queima de gordura. “Isso acontece porque a tiramina, um aminoácido presente na pitaya, ativa um hormônio do nosso organismo chamado glucagon, que estimula o próprio corpo a utilizar as reservas de açúcar e gordura e transformá-las em energia”, diz a nutricionista do Dietnet Assessoria Nutricional, Lara Natacci, de São Paulo.

Nadinha de fome!
Se não bastasse transformar o doce e a gordura em zero calorias, ela ainda acaba com a fome. É que o glucagon também promove aumento da produção de glicose e leva o corpo a entender que o organismo está alimentado, enviando ao cérebro sinais de saciedade. A tiramina também inibe o apetite, especialmente por doces, diminui o colesterol ruim (LDL), tem propriedades diuréticas e antioxidantes, e é rica em vitamina C. Gostou?

Coma, beba ou ingira agora!
O melhor é que, como é cultivada em solo brasileiro, você a encontra facilmente no supermercado, principalmente de novembro a março, que é sua época de colheita. É possível consumi-la in natura ou utilizá-la em sucos, e tomar cerca de meia hora antes, preparado com duas porções da fruta. De preferência, não o faça em centrífuga e nem coe para preservar as fibras. “Se você optar pela forma líquida, vale à pena associá-la a outros alimentos com ação termogênica, como o chá verde, para turbinar os resultados”, fala a nutricionista e professora da Universidade São Camilo, Samantha Rhein, de São Paulo. Dá também para ingerir as cápsulas do koubo, que são vendidas em dosagem de 200 mg a 400 mg, mas antes consulte um médico para saber a quantidade adequada. “As pílulas apresentam um resultado melhor porque são constituídas do extrato de diversas partes da planta: caule, flor e fruta, propriamente dita. Mas antes de comprar, converse com uma nutricionista”, informa Lara Natacci.

Tome cuidado!
Produzidas em farmácias de manipulação, as cápsulas são contraindicadas para diabéticos e pessoas com síndrome do ovário policístico, pois o composto tem ação hiperglicemiante, ou seja, contrária à insulina, aumentando o nível de açúcar no sangue. Pelo mesmo motivo, não deve ser consumida em excesso, uma por dia é o suficiente, combinado?

Fonte: Revista Shape

40 dicas certeiras para emagrecer 2kg

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Especialistas garantem: adoção de pelo menos 10 dessas dicas pode emagrecer até dois quilos em um mês

1 – Monte um bom prato de salada antes de partir para a comida quente. Assim, você estará mais saciada quando for se servir dos alimentos mais calóricos

2 – Tem um amigo que precisa emagrecer? Forme dupla, assim um incentiva o outro nos dias de preguiça

3 – Tenha calma para comer. Não faça suas refeições de pé ou em frente à televisão. Sente-se em um local tranquilo e faça desse um momento de prazer

4 – Adeus, farinha! Corte alimentos que contenham esse ingrediente, porque ela transforma-se rapidamente em gordura no corpo. Ou, troque os alimentos com farinha branca pelos integrais!

5 – Pratique esportes. Para quem tem dificuldade em aderir ao treino da academia, esporte é uma ótima opção. Além de trazer mais motivação, você vai pensar duas vezes antes de desfalcar o time

6 – Durma bem e em quantidade suficiente para descansar. Diversos estudos já relacionaram a falta de descanso adequado ao excesso de peso

7 – Escove os dentes logo após a refeição. O hábito, além de garantir uma boca saudável, evita aquela vontade de comer um docinho

8 – Na hora de comer, que tal trocar o prato comum pelo de sobremesa? A falta de espaço vai obrigá-lo a comer menos

9 – Prefira alimentos frescos. Ao abandonar os industrializados, você reduz a quantidade de gordura e de sódio, retendo menos líquido. E ainda tem a vantagem de se alimentar de forma mais saudável

10 – Troque o frito pelo assado, você reduz as calorias em um terço só com essa mudança no preparo no alimento

11 – Sai o refrigerante, entra a água. Substituir a bebida calórica e cheia de açúcar pela água economiza até 150 calorias

12 – Reduza o consumo de bebidas alcóolicas. Além de fazerem mal à saúde, elas não têm nutrientes

13 – Faça lanches entre as refeições. Comer de 3h em 3h acelera o metabolismo e evita que você coma demais

14 – Troque o elevador pela escada diariamente. A mudança pode significar um aumento de 15% no seu gasto calórico (dependendo de quantos andares você tem de subir)

15 – Inscreva-se em corridas, maratonas, torneios e o que mais e encontrar. Ninguém gosta de ficar em último lugar, portanto, é bem provável que você se empenhe mais

16 – À noite, no jantar, prefira alimentos light. Assim, você não dorme de barriga muito cheia e evita que os alimentos se acumulem e virem pneuzinhos

17 – Integral é a melhor opção. Troque a massa branca por essa variedade. As fibras ajudam no trânsito intestinal e dão sensação de saciedade por mais tempo

18 – Aposte nos alimentos naturais que ajudam a emagrecer como a linhaça, chia, quinoa e ração humana

19 – Apimente a refeição. A pimenta vermelha realmente ajuda a acelerar o metabolismo, basta acrescentar duas colheres de chá na sua comida

20 – Troque a dieta pela reeducação alimentar. Os especialistas garantem que quem faz dieta tem mais tendência a oscilações de peso, mas quem opta pela reeducação permanece magro

21 – Aprenda a dizer não. Os psicólogos já sabem: engolir sapo pesa na balança

22 – Mexa-se mais. Faça um parte do percursso a pé ou de bicicleta para o trabalho. Apenas 30 minutos de atividade por dia para sair do sedentarismo

23 – Não deixe de tomar café da manhã. Quem começa o dia com uma alimentação mais equilibrada tende a seguir os mesmos passos nas demais refeições

24 – Faça um blog e relate sua batalha contra os quilos a mais. A escrita, além de ajudar a desabafar, pode contribuir para que você perceba o quanto anda comendo

25 – Vai sair com os amigos? Faça opções lights no barzinho trocando o chopp por um suco, e a batata-frita por peixe assado

26 – Evite feijão, repolho, couve-flor e pimentão. Esses alimentos formam gases e podem dar “aquela barriguinha”

27 – Controle seus sentimentos. Quando se sentir ansiosa ou triste, tente não descontar no chocolate

28 – Desnatado, por favor! Troque o leite integral pelo desnatado e economize nas calorias. A dica também é válida para iogurtes

29 – Brócolis ajuda a emagrecer. Como? Ele tem poucas calorias e é rico em antioxidante, que combate as gorduras

30 – Faça dieta pelo menos dois dias da semana. Se está difícil seguir o plano alimentar a semana inteira, escolha pelo menos dois dias para cortar as calorias. Nesses, consuma o mínimo de gordura, zero de fritura ou doces e corte o refrigerante.

31 – Aveia. Esses flocos são poderosos aliados para quem quer emagrecer. Participantes de um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP) emagreceram 2,6% do peso em seis semanas incluindo aveia na alimentação

32 – Não deixe de comer esse ou aquele grupo alimentar. Carboidrato é tão importante como a proteína e gordura (mas aquela do bem!). O prato ideal mistura todos os grupos alimentares de maneira equilibrada

33 – Tem um cachorro em casa? Saia para passear com ele todo dia, pelo menos 15 minutos. Os dois vão entrar em forma

34 – Mantenha a saúde em dia. Controle os níveis de hormônios e evite que qualquer disfunção possa atrapalhar seu emagrecimento

35 – Não faça exercícios de barriga vazia! Sem combustível suficiente para o esforço, a intensidade da atividade e a queima de calorias sofrem redução

36 – Faça 30 minutos diários de atividade física, pode ser uma caminhada, por exemplo, que tal?

37 – Planeje um passeio no fim de semana. Pode ser a pé, de bicicleta ou patins. Além de espairecer, você estará se exercitando e perdendo gordurinhas

38 – Morrendo de vontade de comer um chocolate? A melhor hora para o doce é depois do almoço. Segundo os especialistas, ele se mistura com os outros ingredientes e seu efeito é menor

39 – Verduras escuras como rúcula e espinafre contém uma quantidade significativa de fibras e ajudam na saciedade

40 – Adeus, queijo amarelo! Risque da sua lista o tipo prato, gorgonzola, provolone e cheddar e aposte no queijo cottage e na ricota

Fonte: saude.ig.com.br

Falta de carboidratos na alimentação

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Para ficar com um corpo bonito, não exclua o carboidrato do seu cardápio

Quem faz dieta, muitas vezes, evita ou elimina os carboidratos. A idéia parece boa, pois cortando esses alimentos, diminui-se a fabricação de insulina (hormônio produzido pelo pâncreas) e, assim, a fome. Mas o corpo com falta de carboidratos se comporta como se estivesse “morrendo de fome” e começa a economizar energia.
Quando o nível de carboidrato no organismo diminui muito, o corpo perde massa muscular. Você emagrece,mas não fica com um corpo firme. Além disso, o risco de entrar em depressão e voltar a engordar rapidinho aumenta. E tem mais:a pessoa também pode ter mau hálito, dor de cabeça, falta de disposição e náuseas.
Então, a melhor opção é a reeducação alimentar, com uma dieta balancea da, contendo todos os tipos de alimentos.
Os cientistas descobriram que manter o peso através de dietas sem carboidratos é impossível. Quando se retorna à alimentação normal, voltam os quilinhos a mais. Alén disso, o carboidrato não é o vilão da silhueta perfeita. Para formar o tecido adiposo, o carboidrato gasta 25% de sua energia, enquanto as gordura só gastam 3%. Por isso, melhor é eliminar gorduras da sua dieta para torná-la mais saudável diminuindo os índices de colesterol e problema cardíacos.

Fonte : Dietas Ano 4 Ed 8

Ovo

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

1 ovo de codorna inteiro – 16 cal
1 clara cozida de ovo de galinha – 15 cal
1 ovo de galinha frito no óleo – 104 cal
3 colheres (sopa) de ovos mexidos – 195 cal
1 ovo de galinha inteiro cozido – 71 cal
1 gema de ovo de galinha cozida – 54 cal
1 gema frita de ovo de galinha – 54 cal
3 colheres (sopa) de ovos mexidos com queijo – 220 cal.

Requeijão

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

1 porção de Requeijão cremoso danúbio 0% – 20 cal
1 porção de Especialidade láctea light poços de caldas – 40 cal
1 porção de Especialidade láctea light Paulista – 40 cal
1 porção de Especialidade láctea com requeijão cremoso light Leco – 45 cal
1 porção de Especialidade láctea light Vigor – 45 cal
1 porção de Especialidade láctea light Nestlé – 45 cal
1 porção de Requeijão cremoso light Danúbio – 50 cal
1 porção de Especialidade láctea com requeijão cremoso Vigor – 60 cal
1 porção de Especialidade láctea com requeijão cremoso Leco – 60 cal
1 porção de Queijo cremoso light Danúbio – 60 cal
1 porção de Queijo cremoso tradicional Danúbio – 70 cal
1 porção de Especialidade láctea com requeijão Nestlé – 70 cal
1 porção de Requeijão cremoso tradicional Danúbio – 80 cal
1 porção de Especialidade láctea tradicional Poços de Calda – 80 cal
1 porção de Especialidade láctea tradicional Paulista – 80 cal

Fonte : Dieta já no. 107

É só você que pode!!!

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Quando decidi desenvolver este site, pensei exatamente em como poderia ajudar as pessoas que estão hoje passando por situações que eu passei por um bom tempo da minha vida.
Pessoas que nÃo estão felizes com suas aparências, que não conseguem virar a mesa e dar um basta mudando suas vidas.
Pessoas com baixa estima que ficam paradas no tempo, sentindo-se atadas, sem conseguir resolver esta situaçao e seguir em frente, que se sentem inferiores sem "força de vontade", acho que foi a frase que eu mais escutei em toda a minha vida.
Mas como explicar? Tudo que eu sempre quis eu consegui realizar, porque na hora de peder peso tudo muda e nós perdemos o controle da situaçao nos tornando reféns do fato?
Aonde está o problema? Como deixamos chegar a este ponto? Porque eu?
Sao estes sentimentos e estas perguntas que nós precisamos resolver em primeiro lugar para podermos nos libertar do papel de vítimas e começarmos a resolver nossas diferenças com o peso.
Nós não somos pessoas inferiores, não somos sem força de vontade e não somos as únicas que precisamos perder peso neste mundo, nós temos um problema e ele precisa ser resolvido da melhor maneira possível.
E a única pessoa capaz de resolver este problema somos nós mesmos, seja da maneira mais simples, através de uma reeducação alimentar, seja de uma forma mais drástica, como a redução do estômago, está nas nossas mãos! Nosso sucesso só depende de nós mesmos!

Processo cirúrgico após cirurgia bariátrica

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

A cirurgia

O processo cirúrgico deve durar no máximo cinco horas e pode ser feita mais
de uma região por vez. As mulheres querem recuperar os seios e as nádegas. Os homens dão atenção especial à parte pubiana, para retirar a pele e gordura ao redor do pênis. O consenso de ambos é o abdômen: por trazer mais seqüelas, é
pesado e atrapalha na hora da higiene pessoal, pois as sobras de pele podem
causar assaduras e odores indesejáveis em decorrência do suor. A região mais cara é a facial e é a menos procurada.
Segundo a recomendação do Dr. Passos, a cirurgia deve ser feita em ambientes hospitalares, com cirurgiões referenciados e membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Informar-se antes sobre o pós-operatório é essencial. É inevitável o repouso físico, uso de cinta por 30 dias, fazer drenagem linfática e evitar ficar exposto ao sol. Após a cirurgia plástica há um ganho de qualidade de vida, auto-estima e uma felicidade que não tem preço. Vestido, não tem como perceber que a cirurgia foi feita. As roupas caem perfeitamente, não há marcas e a sombra da obesidade é deixada para trás. Para a maioria dos pacientes isso é melhor do que qualquer cicatriz.

Fonte: Corpo e Plástica

Dietas

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

A dieta que está no sangue. Autor – Sérgio Augusto Teixeira