Autoridades calculam que cerca de 1,5 mil médicos sem especialização atuam como cirurgiões plásticos no Brasil

Tornar-se mais desejável para o marido era o que buscava a dona de casa R.M. M., 52 anos, quando entrou no consultório de um cirurgião plástico londrinense. A história tinha tudo para dar certo: o médico inspirava confiança e as cirurgias estéticas já eram, naquele ano, bastante comuns. O desfecho, no entanto, foi bem diferente do que ela imaginava.
Depois de se submeter a duas plásticas, uma para redução dos seios e outra para diminuir o abdômen, R. se deparou no espelho com uma mulher mutilada. Os seios ficaram assimétricos, a região pubiana foi estranhamente esticada e o umbigo se mostrou disforme. A desilusão se completou quando ela descobriu que o autor das operações mal sucedidas não era um especialista.
Apesar de ter ostentado, na época, uma placa que indicava “Cirurgia plástica” em seu consultório, o médico em questão nunca possuiu habilitação para atuar na área, como atestam os registros do Conselho Regional de Medicina (CRM) do Paraná. O caso foi parar na Justiça e deu a R. mais um desgosto: o de aguardar uma sentença que, até hoje, não saiu.
A dona de casa não está sozinha na ação civil que tramita na 7 Vara Cível de Londrina. Outros cinco pacientes, sendo quatro mulheres, exigem indenização por danos causados após cirurgias plásticas feitas pelo médico. Cada uma guarda suas lembranças e sequelas. “Eu vivia chorando. Você pensa que vai ficar linda e de repente não consegue se sentir bem em roupa nenhuma”, diz L.O., 58 anos, que passou por uma lipoaspiração e uma cirurgia nos seios.
R., que afirma ter procurado vários médicos que pudessem reparar suas lesões, hoje fala com resignação. “A essa altura da vida não me arriscaria a fazer uma nova cirurgia. Estou com diabetes e, de qualquer forma, meu casamento já está arruinado”. Ela e os outros autores da ação pedem indenização de 100 vezes o valor de cada cirurgia.
No CRM, não houve nenhuma punição contra o médico, que continua exercendo a profissão.
Cálculos superficiais apontam que 1,5 mil médicos sem especialização estejam atuando como cirurgiões plásticos no Brasil, mas o número pode ser bem maior. Para o diretor regional da Sociedade Brasileira de Cirurgia plástica (SBCP) no Paraná, José Carlos Miranda, o aumento do número de profissionais que se “aventuram” nessa área acompanha o inchaço do mercado. “É uma combinação do número excessivo de escolas médicas no país com a baixa remuneração profissional”, justifica. Ele aponta o exemplo da cidade de São Paulo, onde existe um médico para cada 260 habitantes quatro vezes mais do que preconiza a Organização Mundial de Saúde (OMS). “A concorrência é tanta que muitos médicos resolvem invadir especialidades alheias”, acrescenta.
Para esses, o ramo da cirurgia plástica é um prato cheio. Em 2002, segundo estimativa da SBCP, foram realizadas 370 mil cirurgias do gênero no Brasil. Entre os pacientes, 70% eram mulheres e 30%, homens. Os adolescentes, até 2003, já respondiam por 15% da demanda. No topo das cirurgias mais procuradas aparece a lipoaspiração, seguida pela redução de mamas e os procedimentos cirúrgicos na face. O número de reclamações contra profissionais que atuam na área é igualmente grande. A cirurgia plástica ocupa o terceiro lugar no ranking de denúncias apuradas pelo CRM do Paraná, atrás apenas de ginecologia e obstetrícia.

Fonte: Gazeta do Povo PR

Tabela de gasto calórico

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Atividades físicas moderadas

1 hora de Caminhada tipo Hiking – 370 calorias

1 hora de Trabalho de jardinagem – 330 calorias

1 hora de Dança – 330 calorias

1 hora de Golfe – 330 calorias

1 hora Pedalando (<16 km/h)- 290 calorias

1 hora Caminhando (<5 km/h)- 280 calorias

1 hora de Musculação com pesos leves – 220 calorias

1 hora de Alongamento – 180 calorias

Atividades físicas fortes

1 hora de Jogging (<8 km/h) – 590 calorias

1 horas Pedalando (>16 km/h)- 590 calorias

1 hora Nado livre – 510 calorias

1 hora de Aeróbica – 480 calorias

1 hora de Caminhada (7 km/h)- 460 calorias

1 hora de Musculação – esforço forte – 440 calorias

1 hora de Basquete – intensidade vigorosa – 440 calorias

Pão de todo dia

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Compare e Escolha

O pão é símbolo de fartura desde a antiguidade, e mantém até hoje os princípios básicos que lhe deram origem. Seus ingredientes essenciais são: farinha de trigo, água, fermento e sal. Porém, o acréscimo ou a mudança das características desses ingredientes altera completamente o produto final. É o que acontece, por exemplo quando se troca a farinha de trigo integral pela refinada.
No Brasil, há grande consumo do pão francês, rico em ferro e ácido fólico. Mas essa não é a única opção. Confira a tabela nutricional abaixo e faça sua escolha.

PÃO FRANCÊS
(100 g ou duas unidades médias)
Energia: 308 cal
Proteína: 12,1 g
Lipídios: 2,2 g
Carboidratos: 63,2 g
Minerais: 1,8 g
Fibras: 3,1 g

CROISSANT
(100 g ou duas unidades médias)
Energia: 385 kcal
Proteína: 6,5 g
Lipídios: 11,8g
Carboidratos: 60,2 g
Minerais: 1,1 g
Fibras: 0,8 g

PÃO INTEGRAL
Energia: 222 kcal
Protesna 11, 2 g
Lipídios: 1,4 g
Carboidratos: 46 g
Minerais: 2,3 g
Fibras: 4,6 g

Muitas pessoas têm medo de entrar na água Com isso deixam de aproveitar excelentes benefícios para si mesmas. A sensação de flutuar é extremamente relaxante, pois a água alivia o peso do corpo e permite que músculos doloridos e cansados descansem de seu ritmo diário. E esse bem-estar é ainda maior quando há lesões.
A pressão hidrostática, atuando por igual sobre todo o corpo, contribui para essa sensação. A resistência ao deslocamento na água, superior à do ar, exercita músculos e articulações. A temperatura correta relaxa os músculos e o organismo, diminuindo a tensão sobre os ossos.
Porém, como enfrentar o “trauma de água”?
Comece flutuando. Assim, irá ganhar confiança para poder usufruir muitos benefícios. Além disso, pense que, superando esse medo, você estará mais preparado para superar outros obstáculos da vida.
Deixe sua mente vagar livre mente, enquanto seu corpo entra em contato com a água. Quem já praticou ou pratica natação, hidroginástica ou outras atividades aquáticas, sabe o quanto a água é capaz de trazer benefícios, como aliviar o estresse, queimar calorias, fortalecer e tornar mais flexíveis os músculos, além de melhorar a postura e a capacidade cardiorrespiratória.

TEMPERATURA
Fique atento para manter a temperatura entre 25° C e 29°, que é bastante confortável para praticar hidroginástica, por exemplo. Já em caso de hidroterapia, a temperatura deve ser indicada por um profissional especializado, de acordo com a necessidade do paciente.

FLUTUAÇÃO
Pessoas com excesso de peso ou com problemas específicos, que tenham dificuldade de movimento, descobrem que a flutuação lhes permite exercitar- se com facilidade. Afinal, como já descobriu Arquimedes, na Grécia Antiga, “um corpo imerso num fluido é sustentado por uma força igual ao peso do fluido deslocado pelo corpo”. E, o que é mais importante: a flutuação também evita o impacto nas articulações.

PRESSÃO
A pressão da água estimula a circulação e faz o aparelho respiratório trabalhar mais. Esses efeitos aumentam a sobrecarga do corpo — o que melhora a resistência muscular.

RESISTÊNCIA
A água oferece resistência ao movimento. Observe o que acontece quando você desloca o braço dentro dela, com a palma da mão aberta. Você logo sente o efeito de sobrecarga que ela produz: é como se estivesse trabalhando com pesos!

MASSAGEM
Esse é um benefício agradável que a hidroginástica pode oferecer através da resistência e pressão da água sobre as partes do corpo. Além do efeito suavizante sobre os músculos, a massagem ofereci da pela água ajuda a aumentar a circulação periférica do sangue e evita que o corpo fique dolorido depois desses movimentos.

ESCOLHA “A SUA PRAIA”
Hoje, além da natação e da hidroginástica, surgiram modal dades que estão aprimorando e direcionando os exercícios para diversos gostos das atividades na água. Conheça algumas das novas modalidades aquáticas:
Power Pool – É uma combinação de exercícios de resistência cardiorrespiratória com coreografia e movimentos simples. É possível gastar, em média, 400 calorias em uma aula, mas isso depende do aprendizado dos movimentos, da coordenação motora do aluno e do nível de dificuldade.
Acquatraining — São quatro modalidades alternadas que trabalham diversas partes do corpo: cama elástica (hidrojump), taeboxe (movimentos de arte marcial), ginástica localizada (com pesos) e hidrobike (na bicicleta). Esse treino não é muito recomendado para idosos e pessoas com problemas ósseos e musculares, por causa dos pesos e da bicicleta.
Power Spin – É uma aula de spinning na água, com uma bicicleta especial. Além de fortalecer os músculos dos membros inferiores, ajuda a perder peso. Os exercícios são intensos, com uso da força e da velocidade. A freqüência cardíaca é alta. Não é recomendada para pessoas com problemas articulares, dores nas costas ou problemas cardíacos. O gasto calórico pode chegar a 600 calorias/aula.
Hidropower — Aula com mais pesos e mais intensidade, para quem quer definir rapidamente os músculos e ainda queimar gordura, porque cada aula combina exercícios localizados e aeróbicos. O gasto é, em média, de 500 calorias.
Hidrotaeboxe — Socos e chutes, dentro da piscina. A resistência provocada pela água faz com que seja preciso usar muito mais força para realizar os movimentos. No entanto, por incluir muitos movimentos repetitivos, a aula não ser uma boa dica para não pode forçar as articulação. Você pode perder até 600 cal
Triatlon aquático – Reúne corrida, ciclismo e natação — todos os exercícios são feitos na água. A corrida é realizada sem encostar o pé no chão: você usa um colete flutuante. A aula tem duração de uma hora em forma de um circuito, e é dividida em grupos. Cada um deles vai intercalando as atividades por cerca de dez minutos: corrida, natação, ou ciclismo. Por exigir um bom condicionamento físico, o triatlon aquiático é recomendado para turmas de nível intermediário e avançado. Mesmo sendo agitadíssima, a atividade não danifica as articulações e pode feita por pessoas de qualquer idade cada uma no seu próprio ritmo.
Hidrojump – É a modalidade mais comum oferecida durante o verão. Trata-se de uma aula de hidroginástica realizada sobre uma minicama elástica individual. Cada aula trabalha coordenação motora, equilíbrio e força. A capacidade cardiovascular também é beneficiada pelo exercício. Elimina em média 400 calorias.
Watsu — É uma técnica de relaxamento profundo e alongamento. A única coisa que o aluno tem de fazer é relaxar; pois é o professor quem vai manipulá-lo. Essa aula trabalha mais a sensibilidade do aluno do que a coordenação motora. A atividade é muito procurada por pessoas com estresse, carência de afeto, ansiedade e distúrbios do sono. A duração da aula varia de acordo com cada aluno.

Atividades mais comuns</>

Natação — É o esporte mais comum e completo de todas as modalidades esportivas praticadas mundo afora. Além de reduzir peso, melhora a postura, aumenta o condicionamento físico, diminui e controla as taxas de colesterol e os problemas cardiorrespiratórios. Nadar faz bem para o corpo, para a mente e não há restrições quanto à idade.
Hidroginástica — Se você não gosta de nadar ou ainda não aprendeu, pratique hidroginástica: a maior profundidade que você terá de enfrentar será a água batendo em seus ombros. Pode ser pratica da por homens, mulheres, jovens e idosos, pessoas ocupadas, com pouco tempo para fazer exercícios; atletas em treinamento, gestantes, pessoas que estão se recuperando de alguma lesão, magros, obesos, pessoas com algum tipo de deficiência, e aqueles que querem uma outra opção para os seus progra mas normais de exercícios. Em média, há uma perda de 400 calorias em uma hora.

RECOMENDACÃO MÉDICA
Hidroterapia<b/> — A água também serve como meio para exercícios de reabilitação orientados por fisioterapeutas. As atividades são adaptadas às necessidades individuais relacionadas às diversas doenças que precisam de atendi mento especial, pois as qualidades terapêuticas da água podem ajudar e muito no processo de cura.

Cuidados gerais:
• Use touca.
• Depois de tirar a touca, lave os cabelos com xampu e condicionador.
• Use óculos de natação e protetores de ouvidos nas aulas de natação.
• Tenha sempre um roupão ou toalha para não se resfriar ao sair da piscina.
• Use hidratante toda vez que deixar a piscina.
• Use protetor solar.

Aeróbica com musculação

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Uma combinação para manter seu bom condicionamento físico

Para alcançar um bom condicionamento físico, combine atividades aeróbicas com as de musculação. O ideal é fazer um programa de treinamento de modo a aumentar, com o passar dos anos, o tempo destinado ao condicionamento muscular e diminuir a carga de exercícios aeróbicos.
O músculo é formado por vários feixes de fibrilas, que compõem uma fibra muscular, capazes de se contrair. Após uma série de exercícios de musculação, as fibras musculares apresentam micro rupturas. Para restaurar essas lesões, o corpo precisa de 48 horas de descanso da musculatura trabalhada. Nesse período, o músculo vale-se de substâncias que reconstituem as fibras, deixando-as mais fortes, evitando a rigidez das articulações. Além de prevenir a osteoporose.
Os exercícios são fundamentais para fortalecer os ossos e afastar a ameaça da osteoporose. Isso porque a atividade física aumenta a fixação do cálcio nos ossos e acelera o trabalho dos osteoblastos. As atividade que mais estimulam esse crescimento são aquelas e. que o corpo sofre impacto e os músculos suportar cargas. O ideal é fazer exercícios com pesos, ou escolher esportes que exijam saltos ou pequenos saltitos caminhada em ritmo de trote.
Esta matéria foi elaborada tanto para você, jovem que quer se prevenir, e também para as pessoas mais maduras. Mas, atenção: se você tiver alguma doença ou mesmo suspeitar, vá ao médico. Se estiver com sintomas da menopausa procure se informar qual seu limite para a prática de exercícios. Sempre que for iniciar um programa de atividades físicas faça um check- up.
Material utilizado: esteira, um par de halteres de 2 kg, um par de caneleiras de 2 kg. uma cadeira e um colchonete. Se você for sedentário, comece com 1 kg depois de dois meses de treino, use o peso de 2 kg.

TREINAMENTO
Segunda, quarta e sexta-feira: caminhar três minutos/trotar um minuto
Terça e quinta-feira: fortalecer
Todos os dias: antes e depois do treino, alongar-se
Alongue-se na cadeira

1. Sentado(a) na cadeira com uma perna cruzada sobre a outra, entrelace os dedos das mãos, vire-as com as palmas para fora. Eleve os braços acima da cabeça, faça uma inclinação do tronco para a frente, sem se curvar, mantendo a coluna bem alinhada. Conte até 30 na posição, e troque a perna.
2. Com os dois cotovelos no assento da cadeira, uma perna flexionada e a outra estendida. Conte até 30 na posição e troque a perna. Cuidado para não forçar a coluna.
3. Com a mão direita na guarda da cadeira e o braço esquerdo apoiado sobre o assento, fique com o joelho esquerdo sobre o colchão e o pé direito sobre o chão. Alongar a lateral do tronco. Conte até 30 e troque o lado.

Fortalecimento com peso livre

1. Sentado(a) na cadeira com halteres nas mãos, pés bem apoiados no chão. Com os braços elevados acima da cabeça. fazer flexão da cabeça para trás. Faça três séries de 15.
2. Fique em pé com as mãos sobre a guarda da cadeira e caneleiras nas pernas. Cruze uma perna sobre a outra, eleve o calcanhar e volte, forçando a panturrilha. Faça três séries de 15 alternando as pernas.
3. Sentado(a) na cadeira com halteres nas mãos, incline-se com o tronco para frente mantendo a coluna bem alinhada. Eleve os braços na lateral e volte. Faça três séries de 15.
4. Deitado(a) no colchonete com as caneleiras no abdômen, mãos apoiadas no solo. Cruze uma perna sobre a outra e faça elevação pélvica contraindo o bumbum. Troque a perna e repita novamente. Faça quatro séries de 15 alternando as pernas.
5. Deitado(a) sobre o colchonete, mãos na região da nuca e pernas com caneleiras apoiadas na cadeira. Eleve o tronco e ao mesmo tempo eleve a parte inferior da perna até ficar em linha reta com a coxa. Não tire o quadril do chão. Alterne as pernas constantemente. Faça três séries de 20.
6. Relaxe repetindo o alongamento inicial

Nossa saude física é fortemente influenciada pela saúde mental, O cérebro tem cerca de 30 bilhões de neurônios, que se a semelham ao componentes de um computador. E vocé pode programar a sua mente para controlar o seu corpo ou não. A psicóloga e professora da Unesp — Bauru Sandra Leal Calais explica como funciona esse mecanismo: "Quando você acha que não é capaz de emagrecer seu corpo cumpre a sua profecia. Então, você não tem determinação suficiente para per der peso", diz. É claro que a obesidade envolve distúrbios físicos, predisposição genética, hábitos alimentares ruins, sedentarismo, entre outros fatores. Mas, se você pensar que não consirá emagrecer, que não terá disposiçào para fazer exercícios ou que tem fome a toda hora, seu corpo vai ouvir e aceitar isso. E, assim você continuará sem estímulo para perder peso.

Ansiosa?

Outra grande inimiga da saúde é a ansiedade: um problema que está na sua cabeça, mas pode acabar refletindo no seu corpo. Pessoas ansiosas, preocupadas ou angustiadas tendem a comer exageradamente. “Uma pessoa ansiosa come mais do que as outras, por não se dar conta da quantidade que está ingerindo conta a psicóloga. Segundo ela, a ansiedade faz com que essa pessoa coma mais depressa: “Dessa forma, o cérebro não tem tempo de registrar saciedade, o que ocorre cerca de vinte minutos depois que a pessoa começa a comer”, esclarece. E o resultado é que se ingere uma quantia de alimentos muito maior do que é necessário para o corpo.
Veja as dicas da psicóloga para controlar a ansiedade e evitar ganhos de peso:
• Coma sempre devagar.
• Preste atenção no que esta comendo e na quantidade
• Nunca coma fazendo atividade, como assistir a tv, ler o jornal. pois isso faz com que não preste atenção no que está comendo. Assim você pode ser capaz de devorar caixa de bombons inteirinha sozinha.
• Tenha consciência do seu estado emocional ao se alimetar: se estiver ansiosa ou angustiada control-se para não comer demais.
• Se necessàrio procure o auxílio de um psicólogo para consequir controlar a sua ansiedade.
Mudar o seu corpo e ser mais saudável só depende de você!. Lembre-se: o que você diz para si mesma faz grande diferença na sua qualidade de vida.

Enfrente os quilinhos como um desafio
Se você está acima do peso, emagrecer depende da maneira como você encara as situações. Por exemplo, pessoas que procuram a adrenalina dos esportes radicais decidem considerar estimulante o que outras encaram como amedrontador. O mesmo acontece com relação à obesidade. “Sentir-se feia por estar acima do peso pode servir de estímulo para emagrecer ou pode significar desistência, fazendo a pessoa pensar:
Já estou uma baleia mesmo, que diferença fará se eu comer mais uma taça de sorvete? Tudo depende da história de vida da pessoa e da postura que ela assume: se as coisas ruins servem para frustrá-la ou se atuam como estímulo para que ela promova mudanças esclarece a psicóloga Sandra Leal Calais. Encare a obesidade como o seu desafio pessoal e vire logo esse jogo!

Fonte: Dietas Ano 4 ed 8

Magra e Poderosa

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Esse divertido guia de estilo de vida saudável conquistou o primeiro lugar das listas do The New York Times. As autoras, que atuam no mundo fashion dos Estados Unidos, dão dicas para desintoxicar o corpo e entrar em forma. Para isso, ensinam como adquirir bons hábitos alimentares e emagrecer de uma vez por todas. Com explicações sobre as verdades e mentiras em torno dos carboidratos; da necessidade das proteínas animais e dos efeitos devastadores do açúcar e dos adoçantes artificiais, provam que a saúde e a beleza também são uma questão de informação. Por isso, Rory Freedman e Kim Barnouin expõem os danos causados à ecologia e aos animais no processo de produção, processamento e consumo de carne. Alertam sobre os males da ingestão de hormônios ministrados ao gado e às galinhas que consumimos nas carnes e ovos. Denunciam como o hábito de beber leite de vaca, condenado por muitos cientistas e médicos, atende aos interesses de uma indústria bilionária e de políticas públicas suspeitas. Apontando os perigos de produtos corriqueiros que fazem parte do nosso cardápio, Magra & poderosa dá alternativas saborosas. Analisa por que uma alimentação consciente é fonte de saúde e bem-estar, e explica de maneira clara por que álcool, refrigerantes, cafeína, cigarros, carnes vermelhas, proteínas animais e derivados do leite devem ser exorcizados da dieta, assim como adoçantes e açúcar refinado. Assim, mostra que uma dieta baseada no consumo de produtos orgânicos é a saída para se libertar da fadiga, dos altos e baixos de energia, das gordurinhas renitentes, das celulites e dos quilos que teimam em retornar. Com orientações que transformarão o padrão da nutrição cotidiana, esse guia de alimentação saudável exibe as vantagens da dieta vegan. Magra & poderosa vem conquistando milhares de leitoras no mundo todo. Tornou-se a dieta sensação da atualidade, sem medir palavras, com bom humor e bons motivos para quem quer deixar de comer porcarias e ficar com um corpo maravilhoso

Cicatrizes das cirurgias plásticas

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Rosto

É a única parte que não tem cicatriz aparente por ficar escondida na raiz do cabelo ou atrás das orelhas. Retiram as famosas papadas, bolsas sob os olhos e pálpebras caídas

Abdômen

Quando há excesso de pele é necessário que a incisão seja feita em forma de âncora ou de forma circular, ou seja, também atinge as costas. Pode ser escondida sob um biquíni

Coxas

A cicatriz é em formato de um T e começa na virilha e segue até o joelho,
na parte interna das coxas

Braços

Começa no cotovelo e vai até a axila. Há casos em que é necessário expandi-la até o tórax para que toda a pele seja retirada

Mama

Nos casos de hipomastia severa (queda de mama muito acentuada), o ideal é fazer uma redução para levantar a mama e colocar uma prótese. A cicatriz é ao redor do mamilo e em T invertido. Fica escondido sob o sutiã ou biquíni

Fonte: Corpo e Plástica

Contradições

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Os transtornos alimentares com seu caráter epidemiológico se acomodam no seio das sociedades consideradas desenvolvidas.
A sociedade recheada de contradições fabrica alimentação hipercalórica vendida por modelos magras, incentiva a aquisição de equipamentos facilitadores do sedentarismo como portões automáticos e televisores com controle remoto e muitos outros. e cobra como pré-requisito para o sucesso e felicidade, corpos magros, cintura 60 cm com quadris e bustos 90 cm. Medidas perfeitas que precisam ser esculpidas pelo bisturi ou pela inadequação do comportamento alimentar, regimes de fome ou alimentação completamente fora dos padrões saudáveis.
A população patologicamente preocupada com a estética corporal sofre com alterações psíquicas e distúrbios na representação da imagem corporal, que se tornam naturalmente aceitos, como uma prática daqueles que estão ocupados com sua saúde e beleza.
Nesse cenário, novos transtornos se apresentam e podem ser confundidos com exemplos de disciplina alimentar e física, como é a ortorexia nervosa e a vigorexia.

Fonte: Vida e Saúde

Vigorexia

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

A vigorexia, conhecida como síndrome de Adones é o transtorno em que ocorre uma obsessão por músculos. Essas pessoas são capazes de dedicar um número excessivo de tempo à malhação, com excessivas cargas de peso, a fim de cultivarem músculos fortes e volumosos.

Fonte: Vida e Saúde