LAQUE disfarça a celulite!!!

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Isso mesmo, aquele spray fixador, também conhecido como laquê é um dos truques mais usados pelas celebridades para disfarçar as malditas celulites!
Basta aplicar o spray fixador nas regiões onde as marquinhas estão mais evidentes. O produto ajuda a fixar a pele, resultando em um efeito plastificado.
Depois da aplicação, é preciso esperar que seque para que a pele fique com a superfície lisa, uniforme e brilhante. O brilho vai refletir a luminosidade, disfarçar a profundidade dos furinhos e ajudar a camuflar a celulite.
Lembrando que uma pele bronzeada também ajuda, e bastante a disfarçar o aspecto de casca de laranja das coxas e bumbum.
Fonte: todaela.uol.com.br

Elas devem fazer a cirurgia. É muito comum obesos sofrerem de hipertensão arterial e/ou diabetes tipo 2, problemas que melhoram acentuadamente ou desaparecem com a perda de peso que a cirurgia proporciona.

Fonte: Revista Corpore

Coisa Antiga

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Ao contrário do que se pensa, anorexia e bulimia não são doenças da vida moderna. Há indícios de casos de anorexia desde o século 16, mas foi somente após 1970 que começou a ser diagnosticada como doença. A bulimia já era famosa na época do Império Romano, com os fartos banquetes e os vomitórios. O diagnóstico médico iniciou-se por volta de 1979. Ou seja, os estudos clínicos são recentes e ainda faltam muitos dados a esclarecer.
O que se sabe é que a maior incidência de anorexia e bulimia se dá nos países ocidentais. Trata-se de uma questão sócio-cultural, pois nesses países imperam o consumismo, o culto ao corpo e a preocupação excessiva com a beleza. Também por esse motivo e, provavelmente por questões hormonais, as mulheres são mais propensas a apresentarem esses transtornos, numa relação de 10 mulheres para cada homem. “Em dez anos de existência, o Ambulim atendeu, até agora, cerca de três homens com anorexia ou bulimia”, afirma o psicólogo Cristiano Nabuco de Abreu, coordenador da equipe de psicologia do Ambulim. “E entre as mulheres, a idade de incidência está diminuindo. Hoje podemos ver meninas de nove ou dez anos que já apresentam sintomas”, alerta ele. É bom lembrar que na adolescência o problema é ainda mais perigoso por ser um período de desenvolvimento, e as meninas, ao invés de perderem peso, simplesmente deixam de ganhar.
Segundo estudos internacionais, a anorexia apresentou um aumento de incidência de 1950 a 1980 e depois estabilizou-se. A bulimia também teve um aumento de registros em 1980, em seguida ficou estável e na década de 90 os casos começaram a reduzir. Porém, entre os especialistas ainda há dúvidas se os casos realmente se elevaram ou se o que ocorreu foi um crescimento dos diagnósticos. Mesmo assim, os dados assustam. “A prevalência é considerada baixa, mas é preciso tomar muito cuidado pois, dentro de todos os transtornos psiquiátricos, a anorexia é o mais grave. A taxa de mortalidade chega a 0,5% no mundo entre as mulheres jovens”, diz a psiquiatra Veruska Lastoria. Estudos clínicos internacionais de 2003 (os mais recentes nesse aspecto) revelam que no mundo são registrados cerca de oito casos de anorexia para cada 100 mil habitantes e 30 casos de bulimia para cada 100 mil habitantes.
Das três doenças que compõem os transtornos alimentares, a maisre cente é a compulsão alimentar, que teve seu boom por volta da década de 90. As informações são escassas e a classe médica não possui dados sobre os casos registrados, seja no Brasil ou em qualquer parte do mundo. Sabe-se apenas que na com pulsão, os homens estão em pé de igualdade com a população feminina, chegando a um homem para cada uma mulher e meia.

Fonte: Vida e Saúde

Causas

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Devido a falta de estudos clínicos, não se tem conhecimento exato sobre as causas dos transtornos alimentares. A única certeza é que são resultado de múltiplos fatores. “Ao se falar de bulimia e anorexia, pro vavelmente há um componente genético, mas também há a influência ambiental, social, familiar e emocional”, afirma Cristiano Nabuco.
A compulsão alimentar também pode acontecer por causa de predisposição genética, mas o fator emocional muitas vezes tem grande importância. “Pessoas que sofrem de compulsão normalmente têm pouca habilidade social e não conseguem lidar com as emoções”, explica a psicóloga Fátima Vasques. “O ansioso, por exemplo, tem a tendência de comer para diminuir a ansiedade. Mas logo depois, o sentimento volta e a pessoa come novamente. Tem gente que come desde a hora que acorda até quando vai dormir. E não é uma fome física.”

Fonte: Vida e Saúde

Bulemia Nervosa

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

A palavra bulimia tem origem no grego, bous limus, que significa “fome de boi”. O problema consiste em episódios de compulsão ao comer, ingerindo, num curto intervalo de tempo, uma quantidade de alimento superior ao que as pessoas normais conseguem. O vômito vem em seguida.
O principal sentimento da pessoa bulímica é o de perda de controle sobre a alimentação. Para o diagnóstico de bulimia, bastam duas crises semanais, durante três meses.
Após um episódio compulsivo, a pessoa passa a ter comportamentos compensatórios, ou seja, para evitar o ganho de peso, o bulímico ingere laxantes e diuréticos e provoca o vômito. “O vômito auto-induzido é muito comum, sendo encontrado em até 95% dos pacientes. Com o tempo, aproximadamente 20% deles obtêm o controle voluntário do reflexo do vômito por meio de contração abdominal, não mais necessitando forçá-lo mecanicamente”, diz a nutricionista. Os bulímicos apresentam características como exercícios físicos excessivos, dietas rigorosas (hipocalóricas), abuso de cafeína e uso de hormônios tireoideanos, drogas anorexigenas e, eventualmente, cocaína.

Fonte: Vida e Sáude

A soma das duas atividades vai proporcionar melhores resultados. A bike é uma atividade aeróbica que queima calorias, trabalha intensamente o condicionamento cardiovascular e a resistência muscular das pernas. Para que fiquem mais desenhadas, voc~e precisa praticar também musculação ou ginástica localizada.
Se o objetivo é reduzir medidas, além desse pacote de exercícios é fundamental manter a dieta sob controle. Agora, se sua estrutura óssea é grande ou se voc~e tem quadris largos, coxas e pernas grossas, não fique imaginando que a malhação possa mudar seu biotipo e transformar completamente seu corpo. O seipotencial genético é prponderante e determina em grande parte o limite dos resultados.
Tenha certeza de que, quando começar a treinar, vai sentir um aumento de medias nas pernas por conta do ganho de massa muscular.

Fonte: Coordenador de musculação Toni Nascimento.

Beleza Inatingível

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Ícone de beleza nos últimos anos, Gisele Bündchen e outras famosas super-modelos são fonte de inspiração de jovens e adolescentes. Todas querem ser esguias, independentemente de sua estrutura física. E, para isso, não medem esforços: remédios, dietas da moda, jejum e horas de academia se transformam num vício para perder peso e atingir o tão sonhado corpo ideal. O que é um imenso perigo.
Recentemente, o escritório da Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou um relatório que comprova que o Brasil é o país com maior consumo mundial per capita de anfetaminas. “O abuso de remédios para emagrecer, além da dependência, propicia o aparecimento de anorexia e bulimia”, alerta Veruska Lastoria Amigo, psiquiatra do Programa de Orientação e Assistência a Pacientes com Transtornos Alimentares (Proata) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).O quadro começa a partir de uma dieta, um dos fatores predisponentes para o desenvolvimento de distúrbios alimentares. O próximo passo pode ser a procura por remédios, agravando ainda mais a situação.

Fonte: Vida e Saúde

Perigo à Mesa

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

A busca pelo corpo ideal e a visão distorcida da própria imagem podem desencadear graves distúrbios alimentares

A alimentação é a principal fonte de energia para qualquer ser vivo. Através de bons alimentos o corpo absorve os nutrientes e torna-se saudável. Mas além da saciedade para o organismo, os alimentos também trazem prazer. Não é à toa que muitas comemorações são feitas à mesa, durante o almoço ou o jantar. Um almoço de família no sábado ou domingo, uma ceia numa data especial ou um romântico jantar à luz de velas. A alimentação costuma estar presente em importantes rituais da sociedade.
Entretanto, a mesma alimentação que proporciona saúde, prazer e felicidade pode resultar em problemas para diversas pessoas. Isso ocorre com quem sofre de transtornos (ou distúrbios) alimentares. Os transtornos alimentares formam o grupo chamado de perturbações do comportamento alimentar que, por sua vez, faz parte da classificação dos transtornos mentais.
De acordo com a edição de 1995 do Manual Diagnóstico e Estatístico (DSM—IV) da Associação Psiquiátrica Americana (APA), os transtornos alimentares podem ser divididos em três categorias: anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtornos alimentares sem outra especificação (quando existem sintomas de com portamento alimentar perturbado, sem a presença de todos os itens da anorexia ou bulimia). O transtorno da compulsão alimentar periódica (ou compulsão alimentar) encontra- se, até o presente momento, entre os transtornos alimentares sem outra especificação.

Bolos

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Bolo de laranja diet

Ingredientes
massa: 4 claras em castelo
4 gemas
4 colheres (sopa) farinha de trigo
1 colher (sopa) fermento em pó
1 colher (sopa, rasa) adoçante (sacarina/ciclamato)
raspas de laranja
margarina light para untar a forma
100ml sumo de laranja para humedecer o bolo
recheio:
100ml leite desnatado
100ml sumo de laranja
1 colher (sopa) amido de milho (maizena)
1 colher (sobremesa) adoçante (sacarina/ciclamato)
cobertura:
12 colheres (sopa) leite em pó desnatado
100ml sumo de laranja
1 colher (sobremesa) adoçante (aspartame)
Preparação
Bata as claras em neve com as gemas. Adicione a farinha de trigo, o fermento, o adoçante e as raspas de laranja, misturando levemente.
Despeje a massa em forma redonda untada e leve ao forno médio, pré-aquecido, por 20 minutos.Para recheio: junte todos os ingredientes e leve ao fogo para engrossar, mexendo sempre.Deixe arrefecer e reserve. Misture os ingredientes da cobertura e leve a geladeira durante 30 minutos. Corte a massa ao meio e humedeça com o sumo de laranja. Recheie o bolo e espalhe a cobertura.
Rendimento: 10 porções
Calorias: 136 por porção

Bolo de maçã
INGREDIENTES E MODO DE FAZER
1 xícara (chá) de óleo vegetal
2 ovos
1 xícara (chá) de suco de laranja
3 xícaras (chá) de maçã picadinha ou ralada (na par te grossa do ralo)
Bata bem esses ingredientes numa tigela grande.
Peneire e adicione à mistura de maçã:
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 pitada de sal
1/2 colher (chá) de canela em pó
1/2 colher (chá) de cravo em pó
Por fim, adicione estes ingredientes mexendo bem:
1 xícara (chá) de farinha de trigo integral
1 xícara (chá) de farelo de trigo
1 xícara (chá) de castanha-do-pará picadinha ou moída
Coloque tudo numa assadeira untada ou forma de tubo. Leve ao forno para assar.

Rendimento: 30 porções
Calorias: 169 cal por porção

Anorexia Nervosa

setembro 15th, 2016 | Posted by Giselle in Arquivo - (0 Comments)

Anorexia Nervosa é um distúrbio caracterizado pela busca incansável da magreza, a recusa em manter o peso normal e o medo de engordar. Tudo isso devido a uma visão distorcida da imagem corporal. A doença pode ser classificada de duas formas:
• Subtipo restritivo: o paciente apenas restringe a quantidade de alimentação ingerida.
• Subtipo bulímico (ou purgativo): há uma prática regular do comportamento compulsivo com os alimentos. A pessoa come e depois ingere laxantes ou induz o vômito. Para se caracterizar como anorexia, é preciso haver episódios duas ou três vezes por semana, durante seis meses.
O comportamento clássico do anoréxico é uma progressiva restrição alimentar. “O paciente normalmente elimina os alimentos que julga ricos em calorias e termina por excluir, aos poucos, vários outros”, explica Marle Alvarenga,nutricionista, supervisora do grupo de nutrição do Ambulatório de Bulimia e Transtornos Alimentares (Ambulim), do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo e coordenadora do Grupo de Estudos em Nutrição e Transtornos Alimentares (Genta). Outra caracteristica é esconder alimentos em armários, banheiros e roupas. Os pacientes anoréxicos costumam ainda colecionar receitas e são “profundos” conhecedores de dietas e valor calórico dos alimentos.

Fonte: Vida e Saúde